Terça, 20 de Fevereiro de 2018

História

Obras recuperam a memória de MS

28 OUT 2010Por Thiago Andrade00h:10

Relembrar a história do Estado é um dos principais objetivos do projeto iniciado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IHGMS), com incentivos do Fundo de Investimentos Culturais (FIC), por meio da publicação dos nove volumes da série Memória Sul-mato-grossense. O lançamento dos livros acontecerá hoje, às 18h30min, no prédio do instituto. As obras abrangem diversos períodos e aspectos da região, promovendo um apanhado da memória e da história do Estado.

De acordo com Hildebrando Campestrini, presidente do IHGMS, o papel da instituição é recuperar a memória de Mato Grosso do Sul, portanto, as obras publicadas pelo instituto são de grande importância. “Algumas obras estavam esgotadas ou sequer sabíamos de sua existência. A decisão de reeditá-las fornece aos pesquisadores, jornalistas e estudantes novas fontes para se aprofundar na história desta terra”, aponta o professor.

Com o intuito de publicar anualmente novos volumes para a coleção, o instituto lança nesta primeira leva as seguintes obras: “Derrotas”, “Nioaque – Evolução Política e Revolução de Mato Grosso”, “Taboco – 150 anos, Balaio de Recordações”, “Os Barões de Vila Maria”, “História e Estórias da Revolução de 1932 em Mato Grosso do Sul”, “Morro Azul: Estórias Pantaneiras”, “Mato Grosso: Terra da Promissão”, “Evolução Histórica Sul Mato Grosso”, “Amambaí: A sua Etimologia e a Sua Pronúncia Ante o Tupi-Guarani” e “Eduardo Olímpio Machado: O homem, o meio, seu tempo”.

Entre os lançamentos, o livro “Os Barões de Vila Maria”, de Carlos Vandoni de Barros, é o único inédito. “Julgo que todas as obras carregam sua importância, esse foi o principal quesito para a escolha das republicações. Por meio delas será possível entender melhor como se deu a construção social deste Estado”, pontua Hildebrando.

Leia Também