Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

INFRAESTRUTURA

Obra do Porto Seco deve ser retomada neste mês

2 JAN 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Com cronograma estourado, as obras do Terminal Intermodal de Cargas, o chamado “Porto Seco”, devem ser retomadas no início deste ano. O terminal deveria estar pronto há três meses, mas o prazo do convênio com a Prefeitura foi estendido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), segundo reportagem publicada hoje (2) no jornal Correio do Estado. Com a nova data limite de entrega – junho deste ano – a previsão da administração municipal era retomar a construção em dezembro, porém, mais uma vez os trabalhos precisaram ser adiados. “Estamos aguardando a aprovação da planilha de reprogramação de obras pelo Dnit”, declarou, em dezembro, o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha), Semy Ferraz. Ele acrescentou que as obras só seriam retomadas neste mês.

De acordo com a matéria assinada por Paula Vitorino, a aprovação da reprogramação das obras foi justificada pelo mesmo motivo do primeiro adiamento, ocorrido em outubro. Em matéria do Correio do Estado, veiculada em setembro, o secretário dissera que a greve dos funcionários do Dnit atrasou a análise do novo cronograma de obras do Terminal. Segundo ele, a planilha foi entregue no início de 2013, mas alguns ajustes foram pedidos pelos técnicos do departamento e, inicialmente, o parecer era previsto para o primeiro semestre do ano passado, mas depois da prorrogação do convênio deveria ser entregue até dezembro – o que também não ocorreu. Após a retomada da construção, a expectativa de Ferraz é que o Terminal fique pronto em cerca de 45 dias.

A finalização deve ser rápida porque, segundo a Prefeitura, só resta aproximadamente 10% da obra, que referem-se à parte de iluminação, construção de estação elevatória de esgoto e ajustes de urbanização. Por conta do tempo que a obra está parada, alguns serviços precisarão ser refeitos, como por exemplo reparos no asfalto. A Prefeitura tem disponível em caixa cerca de R$ 4 milhões, repassados pelo Dnit, para concluir o complexo. No entanto, a previsão municipal é de que sejam gastos apenas R$ 3 milhões. A execução das obras continuará sendo responsabilidade da CGR, mesma empresa que passou por problemas judiciais devido às finanças e que resultaram na interrupção das obras no ano passado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ANOS 90

Com torneio como opção por vagas no Mundial, CBF é contra volta da Supercopa

Torneio reunia os campeões da Copa Libertadores
ESTADOS E MUNICÍPIOS

Bolsonaro sanciona lei que divide recursos do megaleilão do petróleo

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura
GOVERNO PRESENTE

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita
PRAIAS DO NORDESTE

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião