Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

UCRÂNIA

Obama diz acreditar que a Rússia 'violou o direito internacional'

Obama diz acreditar que a Rússia 'violou o direito internacional'
04/03/2014 17:45 - FOLHAPRESS


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou hoje que as razões apresentadas por seu colega russo, Vladimir Putin, para justificar sua incursão militar na Crimeia "não enganam a ninguém" e que a ingerência russa na Ucrânia contribuirá para o isolamento de Moscou.

Em visita a uma escola de Washington, o presidente americano afirmou que a União Europeia e aliados como Canadá e Japão acreditam que a Rússia violou o direito internacional.

"Acho que todo o mundo reconhece que, embora a Rússia tenha interesses legítimos no que ocorre em um Estado vizinho, isso não dá direito a utilizar a força como meio para exercer influência", disse Obama. "O presidente Putin parece ter outra equipe de advogados, talvez outro conjunto de interpretações. Mas eu não acredito que esteja enganando a ninguém."

Obama contesta a ideia de que o envio por Putin de milhares de soldados russos à Crimeia, parte da Ucrânia, constitua um sinal de força de Moscou. Afirmou, pelo contrário, que a iniciativa era um "reflexo de que os países vizinhos da Rússia têm grandes preocupações e suspeitas em relação a este tipo de ingerência".

"Se eles conseguirão algo", será "isolar ainda mais a Rússia", completou.

Obama disse que os EUA concederão um pacote de ajuda que tem o objetivo, em parte, de assegurar que a Ucrânia tenha eleições e de que eleições legítimas mostrem que o país pode se governar sozinho.
 

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.