Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Obama: 'Armstrong foi um dos maiores heróis'; Collins lamenta

25 AGO 2012Por terra21h:00

Companheiro de Apollo 11, Michael Collins comentou neste sábado a morte de Neil Armstrong: "Ele era o melhor, e vou sentir sua falta terrivelmente", se resumiu a dizer, segundo a Nasa (a agência espacial americana). Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua, morreu neste sábado devido a complicações cardíacas.

Em sua conta no Twitter, a agência também lamentou a morte do ex-astronauta: "A Nasa oferece seus pêsames hoje no falecimento de Neil Armstrong, ex-piloto de teste, astronauta e o primeiro homem na Lua. Neil tinha 82 anos."

"Enquanto houverem livros de história, Neil Armstrong será incluído neles, lembrado por levar a humanidade a dar um pequeno passo em um mundo além do nosso", disse Charles Bolden, diretor da Nasa, em nota. "Enquanto entramos nesta nova era da exploração espacial, nós nos apoiamos nos ombros de Neil Armstrong.

Não foram apenas os homens do espaço que lamentaram a morte de Armstrong. Segundo o USA Today, o presidente Barack Obama se referiu a Armstrong como um dos "maiores heróis americanos - não apenas deste, mas de todos os tempos". "Quando Neil pisou na superfície da Lua pela primeira vez, ele entregou um momento de conquista humana que nunca será esquecido.

O escritor Neil Gaiman também comentou, no Twitter. "Estou muito triste com (a morte de) Neil Armstrong. Eu fui honrado e afortunado de encontra-lo e passar um pouco de tempo com ele, e ele era mais legal do que você imagina". O ex-astronauta era conhecido por ser reservado e evitar fãs e a imprensa.

"Apollo, 11 de julho de 1969. Nenhum outro ato de exploração humana deixou uma placa dizendo 'Nós viemos em paz por toda a humanidade'", comenta o astrônomo Neil deGrasse Tyson sobre a importância da chegada da Apollo 11. Essa placa realmente foi deixada na Lua. "Neil Armstrong era o receptáculo espiritual dos sonhos e ambições da exploração espacial. Em sua morte, um pequeno pedaço de todos nós morre com ele."

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também