Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

OAB: estamos perplexos com o crescimento do patrimônio de Palocci

17 MAI 2011Por terra07h:00

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), através do seu presidente, Ophir Cavalcanti, manifestou perplexidade com o crescimento patrimonial do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. A empresa Projeto, que pertence ao ministro, comprou no final de 2010 um apartamento nos Jardins, em São Paulo, avaliado em R$ 6,6 milhões. A OAB cobrou explicações de Palocci.

"A Ordem dos Advogados do Brasil, bem como toda a sociedade brasileira, está perplexa em relação a esta evolução tão rápida de patrimônio. Não é nada de ilegal, mas é algo que assusta a todos porque o cidadão comum brasileiro leva 30, 40 ou 50 anos para um dia talvez alcançar esta patrimônio", afirmou a nota.

Ophir Cavalcanti disse também que "não é razoável que um servidor público tenha um vertiginoso crescimento do seu patrimônio da noite para o dia. Isso exige explicações e esclarecimentos para que a sociedade possa saber quem é quem e se essa pessoa tem culpa no cartório. Só há duas formas de se ficar rico rapidamente: recebendo uma herança ou ganhando na loteria. Todas as demais formas merecem e precisam de uma explicação, sobretudo para quem exerce cargo público".

Palocci procurou o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, para prestar esclarecimentos sobre o crescimento de seu patrimônio."Ele me procurou para dizer que tinha cumprido todas as exigências legais, ou seja, tinha comunicado à Comissão de Ética Pública (seu patrimônio) e apresentado as declarações (de sua empresa), que eram as obrigações que deveria cumprir", disse nesta segunda-feira Jorge Hage.

Leia Também