Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

OAB entra no STF para saber se torturador tem proteção

19 OUT 08 - 08h:11
     

Um recurso inédito preparado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vai forçar o Supremo Tribunal Federal (STF) a decidir se o crime de tortura praticado por militares e policiais durante a ditadura está coberto pela lei de anistia. O presidente da entidade, Cezar Britto, sustenta que a lei de 1979 não isenta militares envolvidos em crimes e deixa em aberto a possibilidade de nova interpretação que permita ao Brasil rever ações praticadas por agentes do Estado.

 

Ele acha que a verdade histórica não pode ser substituída pelas indenizações a familiares e cobra do Estado o esclarecimento do que houve nos anos de chumbo. No início da semana Britto vai protocolar uma Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), transferindo ao STF a responsabilidade pela decisão.

 

Com informações do Terra

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TEMPO INDETERMINADO

Funcionários da Avianca anunciam nova greve para esta sexta

STAR WARS

Diretor diz que 'A Ascensão de Skywalker' terá cenas de Carrie Fisher

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Rigor e bons exemplos"

ARTIGO

Gilson Cavalcanti Ricci: "Ana Néri, mãe dos soldados brasileiros"

Advogado

Mais Lidas