Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

MERCADO DE TRABALHO

O Sobe e Desce das Profissões

3 FEV 2011Por INFOMONEY13h:33

Turismo ou jornalismo? Engenharia ou matemática? Quem está prestes a escolher que profissão seguir fica sempre com a cabeça cheia de dúvidas. Uma delas, certamente, diz respeito ao que estará em alta ou em baixa nos próximos anos.

A mesma dúvida, aliás, paira sobre aqueles que acabaram de se formar e estão prestes a entrar no mercado de trabalho. "Será que a minha profissão tem mercado ou será complicado encontrar uma colocação?"

De acordo com o diretor-geral da Trabalhando.com, especialista em mercado de trabalho, Renato Grinberg, apesar dos rumores de um possível aumento na inflação e até de alta de juros e preços em 2011, alguns empresários e investidores continuam com expectativas positivas, sobretudo, porque espera-se um reaquecimento econômico.

Veja algumas profissões que estão em ascensão no mercado de trabalho, e outras que têm apresentado crescimento menor nos últimos anos:


SOBE/ENGENHARIA - Eventos como a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, que acontecem no Rio de Janeiro dois anos depois, que mobilizam investimentos em infra-estrutura pelo país, beneficiam os profissionais da construção civil, segundo Renato Grinberg, especialista em mercado de trabalho.

SOBE/HOTELARIA E TURISMO - A aposta do mercado para os próximos anos é que profissões no setor turístico será impulsionada pela Copa do Mundo e pelos Jogos Olímpicos do Rio-2016.
 

SOBE MÉDICOS - Apesar da aposta no crescimento de profissões relativamente novas, como nas áreas de engenharia ambiental e hotelaria, o especialista em mercado de trabalho Renato Grinberb acredita que profissões mais 'tradicionais' também devem se beneficar com o crescimento econômico recente e os próximos eventos que o Brasil acolherá nos próximos anos.


SOBE/DIREITO - Profissionais de direito e administradores de empresa também devem se beneficiar no mercado de trabalho brasileiro nos próximos anos, aposta o especialista Renato Grinberg.

DESCE/JORNALISMO - Profissionais de comunicações, segundo Renato Grinberg, verão o mercado encolher nos próximos anos. A notícia, porém, não é tão ruim. "Um jornalista, por exemplo, pode buscar uma especialização em meio ambiente ou sustentabilidade", diz o especialista em mercado de trabalho.

 

 



 

Leia Também