Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 09 de dezembro de 2018

IMPERADOR?

‘O regime aqui é presidencialista’, diz Luxa

9 MAR 2011Por globo esporte15h:03

A possibilidade de o Flamengo repatriar Adriano é um assunto sobre o qual Vanderlei Luxemburgo definitivamente não quer falar. Questionado sobre o tema durante a entrevista coletiva desta quarta-feira, o treinador deixou claro que não irá se posicionar publicamente se seria interessante contar com o Imperador. O técnico afirmou que a presidente Patrícia Amorim é quem tem a responsabilidade de decidir sobre o retorno do atacante.

- Eu tenho que preservar o grupo que está comigo e que acabou de ser campeão da Taça Guanabara de forma invicta. Adriano não é um jogador nosso. Essa discussão não cabe agora aqui. Pode ser que possa fazer depois. O regime aqui é presidencialista. Se o clube decidir que tem que avaliar isso, a diretoria avalia. A minha posição é que eu não tenho que discutir o tema. Quero deixar claro que também não houve uma reunião minha com a Patrícia para falar sobre esse assunto.

Apesar disso, Vanderlei deu alguns sinais de que não está alheio à situação de Adriano. O treinador mostrou, inclusive, saber da situação contratual do atacante.
- O Flamengo não tem que discutir sobre um assunto que ainda não está terminado. Ainda tem uns detalhes para resolver do contrato. O Adriano está com um problema de ordem médica. Mas isso agora não cabe ser discutido aqui.

Sobre a necessidade de o clube contratar um camisa 9, Luxemburgo voltou a ser evasivo.
- Eu trato essa relação de forma sempre interna. É dentro do clube que a gente vai discutir se cabe ou não cabe a chegada de outros jogadores. A discussão sobre o Ronaldinho jogar como centroavante eu respeito. O futebol é assim. Nós vamos ser sempre discutidos.
O Flamengo viaja nesta tarde para Macaé, onde enfrenta o Bangu, na quinta-feira, pela segunda rodada da Taça Rio. O jogo tem início às 19h30min (horário de Brasília).

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também