Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Previsões para 2011

O que vem por aí

29 DEZ 2010Por CRISTINA MEDEIROS00h:00

Sai ano, entra ano, e as previsões sobre o que acontecerá nos próximos 365 dias continuam merecendo lugar de destaque nesta época. Cartas, runas, astros, búzios, dominós, sonhos, números, borras de café, folhas de chá, bolas de cristal, varinhas mágicas, linhas da mão, poder da mente são recursos utilizados para prever o que vem por aí.

A astróloga e terapeuta floral Lu Queiroga, que morou em Campo Grande por alguns anos e atualmente vive no Rio de Janeiro, fez suas previsões para a Capital e Mato Grosso do Sul. Ela explica que 2011 é regido por Mercúrio e, por isso, será um ano de movimento para Campo Grande e para o Brasil. Segundo ela, na mitologia, Mercúrio – ou Hermes – exerceu a função do mensageiro dos deuses, isto é, foi responsável pela transmissão das informações.

Na astrologia representa a capacidade comunicativa, o raciocínio analítico, o espírito mercantil, o pensamento prático e a presença de espírito. “Como estrela da manhã está vinculado ao signo de Gêmeos, e como estrela da noite ao signo de Virgem, signo da nossa Cidade Morena e seu ascendente. Você deve estar se perguntando se isso é bom. Eu ouso dizer que é maravilhoso, caso saibamos aproveitar essa energia mercuriana, pois como já provou Paracelso, o que está acima será igual abaixo, Céu e Terra unificados”.

A astróloga explica que Campo Grande tem Mercúrio na casa 12, o que faz a cidade contar com muitas ideias extraordinárias. “Quanto mais cedo se começar a meditar sobre todas as coisas com as quais se depara, mais rapidamente se entenderá tudo, e para um novo começo de década isso é muito bom”.

Segundo Lu Queiroga, as energias da décima segunda casa podem ser aproveitadas de um modo positivo. “Caso tenha a possibilidade de ajudar outras pessoas, ser mais solidária, a cidade poderá se tornar mais equilibrada e talvez até ganhe ou descubra que é também possível ganhar a vida com isso, abrir novas portas e possibilidades, incluindo sustentabilidade local, o que seria uma proposta boa para este ano vindouro”.

Mas a grande virada para a Capital, segundo ela, poderá ser marcada ou sentida mais amplamente a partir do dia 18 de abril e bons investimentos poderão ser feitos até o dia 5 de maio. “Nosso País é também do signo de Virgem, bem como Campo Grande, e isso aumenta a velocidade mercuriana, pois a fluidez de trocas entre os governos estadual, municipal e federal será bem marcante, rumo ao sucesso e desenvolvimento, até mesmo fazendo com que a cidade apareça mais, já que também seu ascendente é Virgem. É um ano de movimento para Campo Grande”.

Um ano da temperança
Há 31 anos um estudioso do tarô em Campo Grande, o publicitário Zeduardo Calegari Paulino, que hoje completa 45 anos, colocou as cartas e interpretou os acontecimentos para a Cidade Morena, não sem antes explicar que a análise do tarô parte de algo mais simbólico enquanto a astrologia de algo mais real. “O tarô serve para mudar o teu interior e você ter uma outra linha de futuro; a astrologia é mais específica, dizendo o que e quando as coisas irão acontecer, independente do que você queira. O tarô vai pegar o que está no inconsciente coletivo – meu, seu, de todo mundo – para jogar ali e dar as definições do que pode acontecer a partir de agora”.

Partindo desta explicação, Zeduardo lê, nos arcanos maiores e menores jogados sobre o pano azul marinho, que 2011 será o ano da temperança. “Significa você retirar das coisas, ficar acima das emoções, buscar e olhar o processo das questões; é preciso abrir o seu mundo e tolerar, aceitar – até para seu próprio bem – outros jeitos de ver as questões”.

Segundo ele 2011 será, ainda, o ano do social: “Não será um ano ligado tanto à infraestrutura, como este ano, por exemplo. Este jogo aqui indica que o próximo ano vai se falar mais das barreiras sociais e que haverá populações inteiras isoladas pela fome e devastação; as catástrofes naturais continuarão e nós teremos uma massa crítica de desabrigados, de gente sem nada”. Diante desta conjuntura, segundo o tarólogo, as pessoas perceberão que outras precisam de ajuda e a solidariedade vai falar mais alto.

No que se refere à política brasileira, o tarô indicou que os governantes precisarão ouvir de verdade o que o povo está falando. “As pessoas começarão a exigir, por meio de pressão, soluções mais honestas; coisas bem antigas ligadas à corrupção de governos anteriores virão à tona”.

Capital
Para Campo Grande, as cartas do tarô não mostraram um cenário muito animador: “Gostaria de ter boas notícias, mas não tenho. A sensação é de que a miséria voltará à cidade. Apesar de as cartas mostrarem que Campo Grande se desenvolverá na questão da produção de riqueza, do dinheiro, do trabalho formal, com indústrias vindo para cá, também revela que haverá um achatamento de oportunidades, a cidade vai olhar menos ainda para os desassistidos, que terão apoio, sim, do próprio povo, por meio de trabalhos sociais”.

Numerologia
O ano de 2011 será regido pelo número 4, o qual, segundo a numeróloga Helena Gerenstadt, trará a valorização do lado material da vida: “As pessoas vão valorizar mais o trabalho; trabalhos que envolvem a habilidade manual como o artesanato estarão em alta”. O lado contrário do 4 diz que o lado material valorizado por este número poderá recalcar o lado espiritual e amoroso da vida, o que poderá perturbar algumas pessoas.

O número 4 poderá causar a sensação, em certas pessoas, de que suas vidas estão amarradas e que, apesar de se dedicarem ao trabalho e emprego, a vida material não vai bem do ponto de vista da prosperidade, não vai para frente. “O ano de 2011 é um ano prático, de intenso trabalho. É importante armar-se de muita paciência, porque apesar do intenso trabalho, os resultados não serão imediatos. É um ano que semeamos e, é claro, teremos que esperar até ver a sua colheita. Faça planos e dedique todo seu esforço para soluções que certamente serão felizes. Pense que está construindo para o futuro”.

O ano 4, segundo a numeróloga, não é um ano para se arriscar economicamente. “Faça investimentos preparando-se para o futuro, fazendo um bom curso, comprando o equipamento necessário para sua profissão, ou melhorando as condições de seu atual lugar de trabalho. Não permita que as atividades sociais interfiram em suas atividades profissionais. O descuido de suas obrigações pode trazer decepções. Toda essa energia pode trazer um pouco de pessimismo, frustração, mas cuide de suas emoções. Tenha paciência, porque as mudanças não serão rápidas. Invista em você, estude, cuide-se, semeie”.
 

Leia Também