Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Receita da vó

O poder das bebidas quentes para o sono

26 ABR 2011Por IG22h:30

A receita é da vovó, mas tem fundamento científico: as bebidas quentes, de fato, ajudam o corpo a relaxar e o sono a surgir.

“É uma tática ancestral. E faz parte da memória genética dos humanos, passada de geração para geração de forma silenciosa”, explica o vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrólogos (Abran), José Alves Lara Neto.

“O calor desperta a sensação de aconchego, de segurança e de relaxamento do organismo”, completa.

Se a temperatura elevada ainda acompanhar alimentos que também favorecem o sono, a dobradinha fica completa. “O leite tem carboidratos e açúcar que ajudam a introduzir no cérebro a sensação de relaxamento”, explica Lara Neto. Já as ervas e os chás são usadas inclusive de forma medicinal para acalmar os ânimos.

No livro “50 coisas que você pode fazer para combater a insônia” (Ed. Larousse) outras propriedades do leite, da camomila e da erva-cidreira são evidenciadas para explicar os motivos para serem os “melhores amigos” dos insones.

O leite, explicam os autores, contém tripofano e cálcio duas substâncias que ajudam a relaxar. “Leite semidesnatado ou desnatado é melhor porque contém menos gordura, o que significa que o fardo será pequeno para o sistema digestivo durante o sono.”

Já sobre a camomila, o livro conta que “as flores contêm aminoácido glicina, que é um relaxante muscular e do sistema nervoso”. Para completar o trio – ainda mais eficiente se servido quentinho – a erva cidreira tem propriedades calmantes, reconhecidas e recomendadas pelo Instituto Federal para Drogas e Dispositivos Médicos da Alemanha.

Na turma dos vilões do sono, estão os alimentos com cafeína (café, bebidas alcoólicas, refrigerantes, sem esquecer dos chás com caféina), os chocolates e os cigarros.

“Ainda que o açúcar ajude a relaxar, o excesso de doce provoca efeito contrário, que é o despertar da adrenalina. Já nicotina também é um estimulante e, se a pessoa ainda insiste em fumar mesmo com todos os malefícios, é recomendado não fazer isso 3 horas antes de ir para a cama”, orienta o presidente da Abran.

Leia Também