sábado, 21 de julho de 2018

O irresistível café

7 OUT 2010Por THIAGO ANDRADE00h:00



Nada como o prazer de um cafezinho ao final da tarde. Para muitos brasileiros é assim. O bebida de cor preta e de aroma marcante, como todos sabem, é um hábito nacional. Assim como vinhos, os cafés se tornaram objeto de consumo dado aos luxos, com diversas receitas e grãos dos mais variados tipos. Famosos no mundo inteiro, os espaços especializados na bebida se popularizaram em Campo Grande nos últimos anos e têm atraído as mais variadas clientelas.
Expresso, cappuccino, mocha, ristretto, essas são algumas das formas de preparar e servir o café. A bebida pode ser preparada de forma concentrada ou diluída, misturada com leite, chocolate ou doce de leite. A criatividade é o limite quando se trata de café. E era isso que Carlos Batalha tinha em mente quando decidiu montar, junto com a esposa e sócia Mila Batalha, um dos primeiros estabelecimentos especializados na Capital.
“A Mila morava em São Paulo e um de nossos passatempos favoritos era ir aos cafés da cidade. Mais que a bebida, o que nos atraía era o ambiente tranquilo e aconchegante. Faltava isso aqui”, aponta Carlos. Segundo ele, o café é uma bebida presente na vida de grande parte dos brasileiros, mas como seu preparo é feito de muitas maneiras, cada um acaba desenvolvendo seu paladar de forma bastante peculiar. “Tem gente que prefere bebidas mais fortes e amargas, outros gostam de misturas. O importante mesmo é a qualidade dos grãos”.

Passado
Quem se lembra da história do Brasil sabe que o café foi um dos principais produtos de exportação durante mais de 100 anos, sendo o grande responsável pelo desenvolvimento da economia nacional. Atualmente, a bebida é objeto de consumo, com grãos especiais, livros, revistas especializadas sobre o assunto e máquinas que chegam a preços exorbitantes. A estrada não tem volta para os que decidem mergulhar de cabeça no culto ao café.
Para Carlos, é preciso estar antenado e saber o que acontece no mundo dos cafés, pois as novidades aparecem a todo momento. Além disso, o preparo de novas receitas exige criatividade e bom gosto. Em seu estabelecimento, ele procura desenvolver novos sabores por meio de misturas inusitadas como o “café saara”, no qual ganache e tâmaras são incluídas no preparo. “Em casa, as pessoas podem inventar também. É só aprender”, incentiva.

Leia Também