Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

O BBB de Dilma

3 MAI 10 - 07h:51
Antes de ser eleito presidente da República, Lula nunca havia administrado um Estado ou um município que seja. Atravessou tempestades preconceituosas e venceu as duas últimas eleições presidenciais. E no exercício do cargo convenceu. Os elevados índices de aprovação popular alcançados por seu governo confirmam esse convencimento. Porém, seus opositores insistem em manejar como armas o medo e o preconceito. Não apresentam propostas, nem programas; não debatem a política; fogem do incômodo de fazer o contraditório nas comparações entre os governos de FHC e Lula. Acomodam-se, no tratamento refinado e cortês com que são premiados por parte da mídia, usufruem  ao máximo essa leniência, passando por cima dos péssimos  números de FHC e das medíocres gestões tucanas em São Paulo para afirmar sem  o menor constrangimento, que com eles o Brasil “pode mais” e mesmo após terem realizado  sete anos e meio de oposição sistemática, sem tréguas,  reivindicam-se representar o pós-Lula!!??.   
 
Não tendo o quê falar, apelam para  os ataques pessoais: “boneca de ventríloquo” FHC – “a candidata não está suficientemente adestrada” – Agripino Maia. Uma mulher na política, atividade dominada por um feudo quase exclusivamente masculino e com fortes características machistas, não seria ministra das Minas e Energia, chefe do Gabinete Civil da Presidência da República e candidata ao mais alto cargo público da Nação se não tivesse capacidade. Evidente: não se poderia esperar de opositores ranhetas que rendessem homenagens e reconhecessem a grande capacidade administrativa de Dilma. Querem vencer o jogo no tapetão, na intimidação, tentam  amordaçar Lula e Dilma. A perseguição implacável exercida contra Dilma nos lembra “1984”, o best seller de George Orwell, no qual  o Minever (Ministério da Verdade) alterava situações, deturpava dados, falas e ações dos inimigos de Oceania.

 O Big Brother Brasil (BBB) alterou sua essência ao oferecer à sociedade um confinamento da boçalidade e das frivolidades, bem distante do viés ideológico do mundo que Orwell imaginou. O BBB de Dilma segue a linha Orwell.  Cada fala sua será garimpada, passará por um pente-fino, será devidamente  esquadrinhada, terá acompanhamento de câmaras exclusivas para monitoramento de seus passos, logicamente editadas  para desacreditá-la, de olho em possíveis e naturais deslizes. Estão acostumados a edições.  Não é de duvidar que recorram até à leitura labial. Imaginem se Dilma venha a cometer gafe semelhante à do tucano José Serra, que no lançamento de sua candidatura citou Simão Jatene, ex-governador do Pará, como o ex-governador de Rondônia? O mundo teria caído.

 À Dilma não será dado o direito da falha. Pior. Sempre  haverá, especialistas na “arte” de deturpar, de deformar suas palavras para encontrar o nexo e o  léxico que atendam aos seus interesses. Não  se deve subestimar a habilidade desse time. Durante meses, desenvolveram  um  discurso, taxando o governo de autoritário,  um anteparo e  antídoto para sufocar qualquer reação do campo governista. Reclamações serão carimbadas e rotuladas como antidemocráticas, cerceadora da livre imprensa. Desejam promover um massacre. Veremos coisas feias. Felizmente  o governo Lula é muito forte e não pode ser subjugado. Se dependesse dos  noticiários dos  grandes jornais e que são veiculados  nos telejornais, a popularidade de Lula estaria bem abaixo de FHC. O povo assiste aos telejornais e lê os grandes jornais, mas continua para desespero do Grande Irmão, apoiando o seu governo.

 Marcos Alex Azevedo de Melo, o Alex do PT, Historiador, ex. vereador PT/CG/MS
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Futebol de 5 do Brasil <BR>chega invicto a Lima
PARAPAN-AMERICANOS

Futebol de 5 do Brasil
chega invicto a Lima

RENÚNCIA

Ministro da Fazenda da Argentina entrega cargo

Eleições primárias desencadearam uma crise no governo
SAÚDE

Kit único pode identificar patógenos causadores de infecções

kit vem sendo testado em equipamentos de última geração
INTERNACIONAL

Ataque em casamento deixa dezenas de mortos em Cabul

Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado

Mais Lidas