sábado, 21 de julho de 2018

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Número de nascimentos no Brasil cai 10% em 8 anos

14 DEZ 2010Por AGÊNCIA BRASIL13h:01

 Um estudo divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde aponta que o total de nascimentos no Brasil caiu cerca de 10% de 2000 a 2008. Há 10 anos, o total de nascimentos no país foi de 3,2 milhões. Em 2008, o número caiu para 2,9 milhões. Segundo a publicação Saúde Brasil 2009, os partos que apresentaram maior redução foram os de mães jovens: 93% da queda está concentrada nos grupos de 15 a 19 anos e de 20 a 24 anos.

A redução, conforme a pesquisa, foi verificada em todas as regiões, com exceção do Norte, onde houve aumento de 8,2% no número de nascimentos. O crescimento, no entanto, pode ser atribuído à melhoria da cobertura do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc) - ampliada de 88% para 92% no país como o todo - e não necessariamente a um aumento real da intensidade da natalidade no Norte.

O estudo verificou ainda um crescimento, a partir de 2003, no total de partos de mães com idades entre 25 e 34 anos. No ano seguinte, esse aumento migrou para as faixas etárias mais avançadas. Com isso, a idade média das mães brasileiras aumentou de 25,1 anos, em 2000, para 25,7, em 2007. O fenômeno ocorre especialmente no Sul e Sudeste, onde as proporções de nascimentos de mães com idades entre 30 e 39 anos são superiores às das demais regiões do país.

A fecundidade no país, no entanto, ainda é muito precoce, segundo a pesquisa. Do total de partos registrados em 2007, 20% foram de mães com idades entre 15 e 19 anos e 29%, na faixa dos 20 aos 24 anos. As regiões Norte e Nordeste são as que têm o maior número de partos nas faixas etárias mais jovens.

A publicação Saúde Brasil é lançada anualmente pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde. Neste ano, a pesquisa apresenta temas relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Leia Também