Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Número de mortos chega a 18 em Itaoca

17 JAN 14 - 16h:00Agência Brasil

O número de mortos em decorrência das chuvas em Itaoca (SP) já chega a 18, segundo balanço da Defesa Civil do estado de São Paulo divulgado às 12h. Apenas uma das vítimas ainda não foi identificada. Até o momento, há três pessoas hospitalizadas e nove desaparecidas. Na Escola Municipal Elias Lages de Magalhães estão abrigadas 21 pessoas. Aproximadamente 83 famílias (332 pessoas) estão desalojadas.

O Fundo Social de Itaoca pede que as pessoas doem café, produtos de higiene pessoal e de limpeza, que estão em falta. As demais doações devem ser feitas apenas na próxima semana, por conta da falta de espaço para estocagem na cidade.

“Precisa ligar aqui para confirmar de onde está vindo [a doação] e a quantidade. Os depósitos encontram-se bem lotados. Mas produtos de higiene, limpeza e café estão em falta”, disse Andrea Fortes, do Fundo Social de Itaoca. O telefone para contato é 15 3557 1143.

A prefeitura divulgou os números das contas bancárias do Fundo Social (Banco Bradesco, agência 2027-3 e conta 1003321-7), e da conta SOS Itaoca (Banco do Brasil, agência: 3637-4 e conta 100000-4) para realização de doações às vítimas.

De acordo com a Defesa Civil ainda operam na cidade 15 equipes do Corpo de Bombeiros que contam com a ajuda de cães farejadores e do helicóptero Águia. A prefeitura está fazendo o levantamento dos prejuízos e das necessidades de recursos para as obras de reparos. Ontem, os governos federal e estadual reconheceram o estado de calamidade pública que permite o repasse de recursos para auxiliar nesses trabalhos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Aonde estão as autoridades?"

ARTIGO

Rolemberg Estevão de Souza: "Prósul: uma iniciativa promissora para os interesses nacionais"

Diplomata
OPINIÃO

Normann Kallmus: "Previdência: o insustentável peso da realidade"

Economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande
PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 22/04/2019

Mais Lidas