Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SÃO PAULO

Número de mortos após chuva em Itaóca sobe para 12

Número de mortos após chuva em Itaóca sobe para 12
14/01/2014 18:15 - g1


A Defesa Civil do Estado de São Paulo divulgou, por volta das 16h10min desta terça-feira (14), que o número de mortos em decorrência das chuvas em Itaóca, no interior de São Paulo, subiu para 12. Ainda segundo a Defesa Civil, pelo menos 10 pessoas permanecem desaparecidas.

A cidade de Itaóca foi atingida por um forte temporal, que começou na noite de domingo (12) e continuou durante a madrugada de segunda-feira (13). A Defesa Civil trabalha na cidade com a ajuda do Corpo de Bombeiros para tentar chegar a áreas que permanecem isoladas.

Apiaí, município vizinho de Itaóca, também foi atingido pela tempestade. Não há registro de mortes, mas 50 moradias ficaram inundadas. Os moradores de Apiaí já voltaram para casa. O governador Geraldo Alckmin passou a noite na região acompanhando o trabalho das equipes e destacou que o mais importante nos trabalhos era salvar vidas.

Uma força tarefa do Corpo de Bombeiros foi enviada para a cidade de Itaóca. No total, cinco viaturas, quatro cães farejadores e 15 homens foram deslocados para auxiliar no atendimento a feridos e nas buscas por desaparecidos. O Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee) disponibilizou maquinário para limpeza da região. Já o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) auxilia nos trabalhos de reconstrução da cidade, com a doação de uma pá carregadeira e dois caminhões para retirada de escombros.

O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, chegou ao Alto Ribeira na tarde desta segunda-feira. Ele visitou as áreas afetadas pela chuva e decidiu dormir na região para acompanhar os trabalhos de resgate nesta terça-feira. “A situação é de calamidade pública, extremamente grave. A tromba d’água afetou diversas áreas e ainda causou deslizamentos.”

Felpuda


É grande a expectativa em torno de qual foi a justificativa de conhecida figura que beneficiou sujeito, e este, aproveitando a, digamos, boa vontade demonstrada, simplesmente “sumiu do mapa”. Órgão nacional pediu explicações para o “benfeitor”, e o prazo já venceu. Como as decisões por lá não ficam escondidas do distinto público, logo, logo, a curiosidade deverá ser contemplada. É esperar para conferir!