Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande

Número de atropelamentos diminuiu 17%

15 NOV 12 - 09h:55Da redação

Neste mês, a "Campanha Pedestre, Eu Cuido!" completa um ano e, de acordo com o  Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), o número de atropelamentos diminuiu 17% em Campo Grande. Em 2011, foram 330 atropelados, em 2012 até agora, 275. Já o número de vítimas pedestres foi reduzido em 5%. A ideia foi espelhada em cidades como Brasília e Goiânia, onde o pedestre tem preferência para atravessar na faixa de segurança. Atualmente o programa está na 4ª etapa.

Na primeira fase houve a conscientização dos condutores, e após 15 dias os motoristas começaram a ser autuados pelo desrespeito à faixa de pedestre. Somente no primeiro mês de fiscalização 437 condutores foram autuados. Em 2012 foram autuados até agora 373 condutores, número bem menor se comparado ao primeiro mês de campanha. 

Conforme dados do Projeto Vida no Trânsito, 17 pessoas morreram atropeladas em 2012, e nenhuma estava fazendo a travessia na faixa de pedestre.  A campanha Pedestre, Eu Cuido! é uma parceria do Detran-MS, Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran), Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e demais entidades que compõem o Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT).

(Com informações do Notícias MS)

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Consórcio entrega mais 20 novos ônibus nesta segunda
TRANSPORTE PÚBLICO

Consórcio entrega mais 20 novos ônibus nesta segunda

Inscrições para mestrado e doutorado da UFGD terminam em novembro
ENSINO SUPERIOR

Inscrições para mestrado e doutorado vão até novembro

Corregedor nacional inspeciona TJ e atende público nesta segunda
É AMANHÃ!

Corregedor nacional de Justiça inspeciona TJ e atende público

PRÓ-DEMOCRACIA

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

Área de Kowloon foi palco das piores cenas de violência

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião