Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NSA e agência britânica rastreiam aplicativos de smartphones

NSA e agência britânica rastreiam aplicativos de smartphones
27/01/2014 18:43 - folhapress


Documentos secretos da inteligência britânica mostram que a Agência Nacional de Segurança (NSA, da sigla em inglês) americana e a sua equivalente no Reino Unido conseguem rastrear dados de usuários de aplicativos de smartphones.

Entre as informações coletadas, estão a localização do usuário, sua idade e gênero e outras informações pessoais, segundo os novos documentos vazados pelo ex-técnico da NSA Edward Snowden, que está asilado na Rússia.

Um dos relatórios britânicos, de 2012, afirma que é possível, inclusive, vasculhar aplicativos que contêm detalhes como "alinhamento político" de um usuário ou sua orientação sexual.

Os dois governos estariam trabalhando em formas de buscar e armazenar dados a partir de dezenas de aplicativos desde 2007.

Desde então, as duas agências colaboram entre si para rastrear a localização e informações de planejamento de alvos que utilizem o Google Maps em seu smartphone, ou as listas de contato, registros de telefone e até dados geográficos em fotos postadas, pelo celular, nos aplicativos do Facebook, do Flickr, do LinkedIn e do Twitter, entre outros.

A escala e as especificidades do material coletado não estão claras. Os documentos revelam que a NSA e a agência britânica obtêm, de forma rotineira, informações a partir de certos aplicativos -especialmente os mais antigos.

Segundo o "New York Times", que teve acesso aos documentos junto com o "Guardian", as agências têm a mesma capacidade com alguns aplicativos mais recentes, como o jogo infantil Angry Birds, mas não é possível saber se eles também são rastreados. 

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!