Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Novos acessos viários melhoram o fluxo de veículos em Dourados

Novos acessos viários melhoram o fluxo de veículos em Dourados
12/08/2010 07:55 -


Beatricce Bruno

Investimentos de R$ 76 milhões foram aplicados no Anel Viário de Dourados e na duplicação da MS - 156, que liga o município a Itaporã. A conclusão da pavimentação da MS - 379 – trecho do entroncamento de Laguna Caarapã com a BR - 463 – completaram a estrutura do Perimental Norte, como também é chamado, no sentido norte e sul. A obra melhorou o fluxo das carretas que fazem o escoamento da produção de grãos da região para os estados do sul e sudeste do País, além de desafogar o tráfego de veículos, bastante intenso entre os municípios da região.
De acordo com o projeto, da rodovia da perimental terá uma pista de 12 metros de largura, sendo 3,5 de pista de rolamento e 2,5 de acostamento. Nesta obra, R$ 29 milhões foram de recursos próprios do governo do Estado.
O trecho da perimental compreende os entroncamentos da BR-463 (Laguna Caarapã), MS - 162 ( Itaporã) e BR- 163 (Fátima do Sul).

Economia
A Grande Dourados é a segunda região econômica de Mato Grosso do Sul. A abertura das vias e a ligação das malhas estaduais e vicinais com a rodovias federais garantiram a nova logística para o transporte. A expectativa também é de que a facilidade de acesso atraia novos investidores, indústrias e empreendimentos para a Grande Dourados.

Sonho
O Anel Viário é um sonho de 20 anos da população de Dourados. A falta desta obra fazia com que os caminhões de carga passassem por dentro do município. Isso provocou diversos acidentes, o que tornou Dourados o município com maior índice de acidentes do Estado. Somente no ano passado, foram registrados 2,5 mil acidentes, com 38 mortos.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...