Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Novo regulamento de TV paga entra em vigor nesta 2ª-feira

1 JUN 08 - 12h:30
     

        Os mais de 5 milhões de usuários de TV por assinatura no Brasil passarão a contar, a partir de segunda-feira, com novos direitos na relação com as prestadoras dos serviços. As empresas de TV paga tiveram sete meses para se adaptar a obrigações mais rígidas estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em novembro do ano passado.

        Com o novo regulamento, que entra em vigor neste dia 2 de junho, o cliente tem direito a receber em dobro, e em dinheiro, todos os valores pagos por cobranças indevidas. As ligações telefônicas para reclamar dos serviços devem ser gratuitas e, nos demais casos, como pedido de informação, o valor máximo de cobrança será de uma ligação local por atendimento. A central telefônica da operadora de TV por assinatura deverá funcionar diariamente, das 9h às 21 horas, inclusive nos fins de semana.

        O ponto mais polêmico é sobre a cobrança do ponto adicional. A Anatel decidiu proibir a cobrança pela programação do ponto extra, entendendo que o cliente já paga pelo conteúdo ao contratar o ponto principal. Mas a agência permitiu que a operadora cobre pela instalação e pela ativação do ponto adicional, além de uma taxa de manutenção. O que tem sido entendido por órgãos de defesa do consumidor como um repasse para o cliente do risco da atividade econômica da prestadora.
        

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Tite admite 'pressão inevitável' no cargo e necessidade de vitória na seleção
NOVA DERROTA

Tite admite 'pressão inevitável' no cargo e necessidade de vitória na seleção

NOVEMBRO AZUL

Um em cada seis homens tem câncer de próstata no Brasil, alerta Inca

Embaixada russa 'troca' Bolsonaro por Temer em post sobre Brics
GAFE

Embaixada russa 'troca' Bolsonaro por Temer em post sobre Brics

STF

Toffoli nega recurso de Aras e amplia pedido de acesso a dados do antigo Coaf

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião