Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DINHEIRO

'Novo real' tem mais de 30 milhões de cédulas em circulação

'Novo real' tem mais de 30 milhões de cédulas em circulação
05/04/2011 17:30 - IG


Com pouco mais de três meses de circulação, a segunda família do real ultrapassou a casa das 30 milhões de cédulas no País. Lançada no dia 13 de dezembro, a nova série de notas conta, até último dia 4, com 31.432.734 cédulas circulantes, segundo dados do Banco Central. Ao todo, a nova família do real soma R$ 1,9 bilhão.

As notas de R$ 50 são maioria em circulação: 23.123.432 unidades, totalizando R$ 1,15 bilhão. As cédulas de R$ 100, por sua vez, chegaram a 8.309.302 unidades, somando R$ 830 milhões.

A nova família do real, no entanto, responde por menos de 1% do total de moedas em circulação no País atualmente. Segundo o Banco Central, a primeira família do real conta com 4.346 4.346.580.090 cédulas em circulação (R$ 131,2 bilhões).

Ao todo, o meio circulante nacional (que inclui as notas da primeira e segunda famílias e as moedas colaborativas) soma R$ 137,2 bilhões em circulação no País até o dia 4 de abril.

Nova família

A nova família do real foi lançada pelo Banco Central no ano passado, prometendo minimizar as falsificações no País. As primeiras cédulas em circulação foram as de R$ 50 e R$ 100, responsáveis por 95% das fraudes.

Como diferenciais, as novas cédulas têm tamanhos variados – quanto maior o valor, maior o tamanho – e elementos de segurança para dificultar a ação dos falsificadores.

Segundo o cronograma do Banco Central, ainda neste ano, as notas de R$ 10 e R$ 20 devem ser lançadas, enquanto as cédulas de R$ 2 e R$ 5 devem entrar em circulação apenas em 2012.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.