Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MÓVEL E FIXO

Novo radar da PRF registra imagens de veículos com até 1 km de distância

Novo radar da PRF registra imagens de veículos com até 1 km de distância
27/12/2013 17:30 - edição de notícias


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) da 6ª Delegacia usou pela primeira vez em um feriadão o novo modelo de radar móvel da corporação. O equipamento tem um raio de alcance de um quilômetro e pode fazer fotos e até filmar veículos que trafegam em velocidade irregular. Com o formato de uma pistola, os radares podem ser usados de forma portátil pelos policias ou fixados em um suporte (tripé).

Segundo a PRF, o radar capta tanto a placa traseira quanto a dianteira dos veículos e também a placa de motocicletas. Desta forma, os veículos podem ser multados por excesso de velocidade até um quilômetro antes de cruzarem com o novo equipamento. De 0h do dia 20 até 0h desta sexta-feira (27) o radar capturou 1.557 imagens de veículos com velocidade acima da permitida.

Os policiais realizaram 17 auxílios a usuários da rodovia, 406 testes de etilômetro, sete multas de embriaguez e duas prisões por embriaguez. Foram registrados quatro acidentes sem vítimas, cinco acidentes com vítimas e um acidente com vítimas fatais.

A fiscalização com o novo equipamento foi realizada na BR-060, de Paraíso ao trevo da BR-163, na BR-163 do Posto São Pedro até a divisa com Mato Grosso e na BR-359 de Silviolândia até a divisa com o estado de Goiás.

De acordo com a PRF, a fiscalização continua no período do Ano Novo e uso do equipamento será permanente nas rodovias de região norte de Mato Grosso do Sul.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!