terça, 17 de julho de 2018

NOVOS RUMOS

Novo presidente terá de negociar propostas que ultrapassam a R$ 125 bilhões

24 OUT 2010Por Lidiane Kober, com informações da Agência Estado 01h:00

O futuro presidente começará a administrar com pressões por aumentos da despesas pública. Na pauta de negociação, estará a discussão para fixar os novos valores do salário mínimo e das aposentadorias, que entram em vigor no dia 1.º de janeiro.

Além desses dois itens, despesas cujo tamanho será determinado pelas negociações com as centrais sindicais, o governo terá de segurar, no Congresso, o avanço de uma lista de propostas "gastadoras" que somam R$ 125,9 bilhões. Com esse dinheiro, daria para pagar nove anos do Bolsa-Família aos atuais 13 milhões de beneficiários.

Leia Também