Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Novo boletim confirma tendência de queda no número de óbitos por gripe A

3 AGO 12 - 17h:20agência brasil

O Ministério da Saúde registra 254 mortes de pacientes por infecção com o vírus Influenza H1N1 desde janeiro até 29 de julho passado. Um boletim atualizado obtido nesta sexta-feira (3) pela Agência Brasil confirma a tendência de queda do número de óbitos nas últimas semanas.

O pico do número de mortes por influenza A (H1N1) – gripe suína, a infecção provocada pelo vírus, ocorreu na 25ª semana do ano, entre os dias 17 e 23 de junho, quando 46 pessoas morreram. Nas três semanas seguintes, o total de mortes caiu, sucessivamente, para 36, 28 e 18. Como ainda há óbitos em investigação, esses números devem sofrer alterações nos próximos dias.

Das 254 mortes verificadas no país, 154 (60,6%) ocorreram na Região Sul e 70 (27,6%), na Região Sudeste. O Centro-Oeste registrou 17 mortes. O Nordeste teve sete. E o Norte, seis.

Estado com maior número de mortos (72) pelo vírus, Santa Catarina não registra novos óbitos desde o dia 23 de julho. O Rio Grande do Sul também já detectou uma tendência de queda do nível de mortalidade da doença.

O total de mortes ocorridas em 2012 corresponde, até o momento, a 12,3% do total verificado em 2009, quando 2.060 pessoas morreram no Brasil. O fim da pandemia da doença foi decretado em agosto de 2010 pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade

R$ 2 BILHÕES

'Somos escravos da lei', diz Bolsonaro sobre sanção de Fundo Eleitoral

PARTICIPAÇÕES MINORITÁRIAS

Governo quer arrecadar até R$ 4 bilhões com venda de ações que nem sabia que tinha

ALIANÇA PELO BRASIL

Bolsonaro: nenhuma denúncia de corrupção se abateu sobre nossos ministros

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião