Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Nove escolas fazem hoje o segundo dia de desfile do Grupo da Série A do Rio

Nove escolas fazem hoje o segundo dia de desfile do Grupo da Série A do Rio
01/03/2014 17:42 - Agência Brasil


No ano em que o Sambódromo do Rio completa 30 anos de inaugurado, as escolas do Grupo da Série A do carnaval do Rio de Janeiro - antigo Grupo de Acesso - escolheram levar à avenida enredos já apresentados em outros desfiles. Uma delas é a Tradição. A escola vai desfilar hoje (1º) a partir das 21h com o enredo Sonhar com Rei Dá Leão, que em 1976 deu o título de campeã à Beija-Flor de Nilópolis.

A segunda a passar na avenida será a Alegria da Zona Sul, que apresentará o enredo Sacopenapã, contando a história de Copacabana, o bairro mais famoso da cidade do Rio de Janeiro. A Alegria é a única escola da zona sul entre as 17 agremiações que compõem o Grupo A este ano. Só uma delas terá vaga garantida no Grupo Especial em 2015. As três últimas colocadas caem para a Série B.

Depois será a vez da União do Parque Curicica. O enredo é Na Garrafa, no Barril, Salve a Cachaça! – Patrimônio Cultural do Brasil. A escola vai apresentar a história da bebida típica brasileira produzida a partir da cana-de-açúcar.

A quarta escola deste sábado será a Caprichosos de Pilares, que vem lutando para voltar ao Grupo Especial das agremiações do Rio. Este ano, ela vai levar para a avenida o enredo Dos Malandros e das Madames: Lapa, a Estrela da Noite Carioca, que mostrará a história do tradicional bairro carioca.

A Unidos do Viradouro, que já foi campeã no Grupo Especial, é outra que busca voltar à elite do carnaval do Rio. A escola de Niterói vai mostrar o orgulho de ser do município, também conhecido como Cidade Sorriso. O enredo Sou a Terra de Ismael, Guanabaran Eu Vou Cruzar. Pra Você Tiro o Chapéu, Rio, Eu Vim Te Abraçar.

A Estácio de Sá, que empolgou a avenida e foi campeã do Grupo Especial em 1992 com o enredo Pauliceia Desvairada - 70 anos de Modernismo, este ano vai tentar voltar ao grupo de destaque com o enredo Um Rio à Beira-Mar: Ventos do Passado em Direção ao Futuro! O desfile com a história da Baía de Guanabara vai mostrar os principais pontos do Rio.


O enredo da Acadêmicos de Santa Cruz, que virá na sequência, é Do Toque do Criador à Cidade Mais Saudável do Brasil. Jundiaí, uma Referência Nacional. A escola falará da cidade paulista desde os primeiros habitantes.

O enredo da Unidos de Padre Miguel, escola da zona oeste do Rio, vai levar o mistério para o Sambódromo. O enredo é Decifra-Me ou Te Devoro: Enigmas – Chaves da Vida. A sinopse do enredo dá uma dica sobre o que a Padre Miguel vai mostrar. Diz que o maior mistério é o homem e chama a atenção para o amanhã.


O desfile de sábado vai terminar com a passagem da Acadêmicos do Cubango, com o enredo Continente Negro - Uma Epopeia Africana, e vai destacar a cultura africana.

Cada escola terá entre 45 e 55 minutos para desfilar. De acordo com o regulamento, cada agremiação que ultrapassar o limite perde 0,1 ponto por minuto excedido, até completar o segundo minuto. Depois do terceiro minuto, a perda passa para 0,3 ponto por minuto excedente. Em sentido inverso, se o desfile levar menos de 45 minutos, a agremiação perde 0,5 ponto por minuto a menos.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...