Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

SHOPPING NORTE SUL

Novas redes de lojas e cinemas chegam à Capital em março

28 NOV 2010Por Carlos Henrique Braga02h:50

O Shopping Norte Sul Plaza, na Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande, abre as portas da segunda etapa em março de 2011, mas, desta vez, com mais cara de centro comercial. No ano passado, a primeira parte do empreendimento de R$ 120 milhões, sem financimanento, foi inaugurada em meio ao barulho das obras, que não pararam desde então. Serão cerca de 200 lojas. Entre as 88 confirmadas, que constam no site da empresa, 42 estão presentes também no Shopping Campo Grande, inaugurado em 1989. Em dois anos, a Capital ganhará mais 975 lojas em shoppings.

De novo, pouca coisa: móveis de alto design, mas preço acessível, da Etna Store; materiais esportivos da Centauro, e oito salas de cinema da rede mexicana Cinépolis, para desafogar as filas no Shopping Campo Grande, da rede Cinemark, já autuada por ferir o Código de Defesa do Consumidor.

Entre as pequenas novidades, estão lojas de moda feminina, com a grife pouco conhecida Absoluta, e de acessórios, como a Badulaque. Na praça de alimentação, com mil lugares, não faltarão McDonald’s e Bob’s, nem a batata recheada da Roasted Potato, mas também há a promissora Mini Kalzone, com o salgado assado que ganha admiradores no resto do País. Marcas genuinamente campo-grandense também vão se aventurar no novo centro, como Pastel D’Ouro e Panificadora Monte Líbano.

As obras estão em fase final. Ontem, ao entregar as chaves aos lojistas, o engenheiro Jorge Abdul Ahad, sócio do empreendimento, pediu agilidade na entrega dos projetos. O prédio terá 38 mil m² de Área Bruta Locável (ABL), todo térreo, mas com possibilidade de andar superior previsto no projeto. Por isso, nada de escadas e elevadores.

A comparação com o Shopping Campo Grande, que durante 21 anos foi a única opção para os consumidoes, é inevitável: ele tem 33,5 mil m², mas deve chegar a 39 mil m² com a ampliação, prevista no relatório de investidores mas mantida em segredo pela BRMalls, sua controladora. Além de um concorrente à altura, o centro terá outros para brigar: estão em construção o Bosque dos Ipês, do Grupo Jereissati, na saída para Cuiabá; e dois do grupo Saad, Cidade Morena e 26 de Agosto.

Também estão previstos os hotéis Ibis e Formule 1 ao lado do Norte Sul Plaza. As obras começam em 2011, e devem terminar em um ano. Essa será a terceira etapa do projeto, que começou em 2008, quando o consórcio formado pela Arbex Empreendimentos e Hannah Engenharia arrematou por R$ 14 milhões a área do Mercado do Produtor, que nunca foi inaugurado.

Leia Também