domingo, 22 de julho de 2018

Saúde

Nova técnica combate infecções em lentes de contato

2 FEV 2011Por Diário da Saúde00h:31

Pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, descobriram um novo método para combater as infecções bacterianas associadas às lentes de contato.

O método também pode ter aplicações para as infecções bacterianas associadas com queimaduras graves e fibrose cística.

O olho normalmente combate as infecções através de uma variedade de mecanismos de defesa, que começam com as simples piscadas, que ajudam a remover as bactérias presentes na superfície do olho.

As lentes de contato, no entanto, diminuem a eficácia do movimento das pálpebras. Assim, as bactérias podem aderir à superfície da lente de contato que está em contato com o olho.

Se essas bactérias infectarem a superfície da córnea, elas podem destruir as delicadas células do olho, o que pode levar a cicatrizes e até a perda da visão.

Esta condição é conhecida como ceratoconjuntivite microbiana, e afeta cerca de 2 a 4 usuários de lente de contato em cada grupo de 10.000, a cada ano.

Biofilme

As infecções oculares podem ser tratadas com antibióticos. No entanto, pode ser difícil eliminar as bactérias sobre as lentes de contato, especialmente quando eles formam um biofilme.

Um biofilme é uma matriz que abriga e envolve as comunidades de microrganismos, tornando-os muito mais difíceis de erradicar.

Os cientistas confirmaram conclusões anteriores de que os restos celulares das células do sistema imunológico que estão combatendo a infecção acabam fornecendo as matérias-primas para o biofilme - DNA, actina e histonas.

Então, eles usaram a enzima DNAase, juntamente com ácido poli aspártico carregado negativamente para quebrar as ligações químicas desses elementos que suportam o biofilme.

Esse tratamento reduziu os biofilmes sobre as lentes de contato por 79,2 por cento.

Leia Também