Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

SISU

Nota de corte aumenta até 199 pontos e número de inscritos dobra em MS

18 JAN 2011Por Clodoaldo Silva, de Brasília11h:27

A nota de corte (conceito mínimo para o estudante disputar uma vaga) na maioria dos 140 cursos oferecidos em Mato Grosso do Sul pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) aumentou de um dia para o outro, crescendo até 199 pontos – a escala vai de zero até um mil. Ontem, segundo dados parciais do Ministério da Educação (MEC), dobrou o número de inscritos, passando de 11.196 no domingo para 22.014 estudantes que manifestaram interesse nas 6.470 vagas oferecidas no Estado.

Mas a regra de que mais inscritos representa maior disputa não funcionou para todos os cursos. Este é o caso de dois cursos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), oferecidos em Aquidauana. Quem se inscreveu em Geografia disputa a vaga com 61 estudantes – anteontem eram 26 -, entretanto a nota de corte caiu de 471,13 para 380,08, ou seja, os interessados tem mais chances de entrar no curso.

Caso semelhante ocorre em Letras – Português e Inglês, com a exigência mínima caindo de 521,78 para 428,08 ontem. Só que neste caso a maior nota apresentada cresceu de 673,20 para 702,77, com o número de inscritos saltando de nove no domingo para 27 ontem.

Os cursos tradicionalmente mais concorridos da UFMS tiveram pequeno crescimento na disputa, tanto em relação ao conceito quanto ao número de inscritos. Em Medicina, que tem a maior nota de corte, são 1538 inscritos – anteontem eram 1.534 – e o conceito mínimo passou de 798,80 para 803,87. Direito, em Campo Grande, tem 944 inscritos – contra 763 um dia antes – e exige conceito mínimo de 750,68, contra 736,83 no domingo.

Na UFMS, o maior incremento na nota de corte foi no curso de tecnólogo em saneamento ambiental, oferecido em Campo Grande, que passou de 406,07 no primeiro dia de inscrição para 578,75, ontem. Na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) o maior incremento foi na disputa para o curso Ciência da Computação, período integral, com a nota mínima exigida passando de 380,93 para 579,86, salto de 199 pontos.

Dos 22.014 inscritos em Mato Grosso do Sul, 4.607 são para a Uems, 17.348 para a UFMS e 56 para o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, no o curso de tecnólogo de Sistemas para Internet. O Sisu incluiu no sistema ontem o curso de tecnólogo em Horticultura, oferecido pela Uems no campus de Ivinhema.

Leia Também