Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

LAUREADOS

Nobel de Economia vai para autores de método que analisa desemprego

11 OUT 2010Por g108h:54

Os professores norte-americanos Peter Diamond e Dale T. Mortensen e o britânico-cipriota Christopher Pissarides são os ganhadores do prêmio Nobel de economia de 2010, divulgado nesta segunda-feira (11) em Estocolmo.

Eles foram premiados  pelo desenvolvimento de um método de análise dos mercados que explica como as políticas e normas regulatórias afetam o desemprego, vagas de emprego e salários, anunciou nesta segunda-feira o comitê encarregado da premiação.

A Real Academia Sueca de Ciências disse que o prêmio de 10 milhões de coroas suecas (US$ 1,5 milhão), que será dividido pelo trio, reconhece o trabalho dos autores "pela sua análise dos mercados com atrito de busca".

Os estudos focam nos chamados "search markets" (mercados de busca), como o mercado de trabalho, nos quais é necessário empregar tempo e recursos econômicos para que se encontrem oferta e demanda.

"Por quê há tantas pessoas sem trabalho se no mesmo momento há numerosas ofertas de emprego? Como a política econômica influencia o desemprego? Os premiados deste ano desenvolveram uma teoria que pode ser utilizada para responder estas questões", explica o Comitê Nobel em um comunicado.

O trabalho do trio de economistas também pode ser aplicado a outras áreas, como o mercado da habitação e a economia pública.

O prêmio, cujo nome oficial é Prêmio Sveriges Riksbank (o banco central da Suécia) de Ciências Econômicas em Memória a Alfred Nobel, foi estabelecido em 1968. Ele não é parte do grupo original de prêmios criado pela vontade de Nobel, magnata da dinamite, em 1895.

Em 2009, foram premiados com o Nobel de economia dois economistas norte-americanos, Elinor Ostrom e Oliver Williamson, que estudam a forma como as decisões são tomadas fora dos mercados. Foi a primeira vez que uma mulher recebeu o prêmio.

O trabalho

De acordo com a Academia Sueca,  o modelo criado pelos autores explica como em muitos mercados os compradores e os vendedores não fazem contato entre si imediatamente.

Na visão econômica clássica, compradores e vendedores se encontram imediatamente, sem custo, e têm informação perfeita sobre preços de todas as mercadorias e serviços.

É  justamente no aspecto que derruba esse pressuposto que a academia destaca o trabalho dos laureados.

"Isso não é o que acontece no mundo real. Altos custos estão frequentemente associados às dificuldades dos compradores em achar vendedores, e vice-versa. Mesmo depois que eles já localizaram um ao outro, as mercadorias em questão nem sempre correspondem aos requisitos do comprador", diz comunicado da Academia.

O modelo se aplica ainda a outros mercados, como no caso de empregadores que estejam em busca de funcionários e trabalhadores procurando empregos: já que o processo de contratação requer dinheiro e tempo, cria "fricção" no mercado.

"Em tais mercados de busca, a demanda de alguns compradores não será atendida, enquanto alguns vendedores não poderão vender tanto quanto gostariam. Simultaneamente, há tanto vagas de trabalho quanto desemprego no mercado de trabalho", explica comunicado da Academia.

Os laureados
Peter A. Diamond é cidadão norte-americano. Nasceu em 1940 em Nova York. É Ph.D pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Dale T. Mortensen, também nasceu nos EUA em 1939, em Enterprise, Oregon. É Ph.D pela Carnegie Mellon University.

Christopher A. Pissarides, cidadão britânico e cipriota. Nasceu em 1948 em Nicósia, Chipre. Ph.D pela London School of Economics and  Political Science, em Londres.

De acordo com a Academia, os laureados contribuíram para o entendimento dos mercados de busca.

"Peter Diamond fez contribuições significativas para a teoria fundamental de tais mercados, enquanto Dale Mortensen e Christopher Pissarides desenvolveram essa teoria posteriormente e a tornaram aplicpavel para a análise do mercado de trabalho. As conquistas dos três laureados nos ajudam a compreender um número de importantes questões econômicas em geral, e as determinantes do desenvolvimento do desemprego em particular".

(Com informações da France Presse e da Reuters)

Leia Também