Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

POLICIAMENTO

No interior,Polícia Militar prende mais de 1.800 em flagrante

8 NOV 2010Por DA REDAÇÃO16h:06

 Policiais militares dos batalhões e companhias que fazem parte do Comando de Policiamento do Interior (CPI) prenderam 1818 pessoas em flagrante delito nos meses de setembro e outubro. O recordista foi o 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Corumbá, com 338 prisões.

Os números refletem a política de comando de patrulhamento tático, parceria com a comunidade e pronto atendimento, seguida pelo CPI. O policiamento preventivo tem como foco os locais com maior índice de criminalidade e nos horários mais críticos, o que facilita rapidez na resposta aos chamados e minimização dos danos. A proximidade PM/população, com a efetiva implantação do policiamento comunitário, também tem sido fundamental para a prisão dos envolvidos. Os moradores das regiões nas quais o delito acontece ou os autores se escondem ou têm colaborado com informações fundamentais.

“Estamos satisfeitos com os resultados porque temos conseguido alcançá-los com o apoio da população. Fazemos o possível para evitar que os crimes aconteçam, mas quando eles são inevitáveis procuramos agir rapidamente para reduzir os danos. Nossos policiais são bem preparados e estão conseguindo retirar muitos criminosos das ruas”, disse o coronel Luiz Catarino da Silva.

Das 1818 prisões, 338 foram feitas pelo 6º BPM, 310 pelo 7º BPM de Aquidauana, 202 pelo 4º BPM de Ponta Porã, 190 pelo 11º BPM de Jardim, 164 pelo 8º BPM de Nova Andradina, 128 pelo 5º BPM de Coxim, 115 pelo 16º BPM de Fátima do Sul, 114 pelo 2º BPM de Três Lagoas, 64 pela 2ª Companhia Independente de Maracaju, 58 pela Polícia Militar Ambiental, 40 pelo 3º BPM de Dourados, 33 pelo 12º BPM de Naviraí, 23 pela Rodoviária Estadual, 17 pela 1ª CIPM de Bonito e seis pelo 13º BPM de Paranaíba.

Leia Também