Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

rock

No auge da carreira, Pitty grava DVD no Circo Voador

20 DEZ 2010Por Terra16h:00

O rock nacional deu uma demonstração de vigor na noite deste sábado (18) sob a lona clássica do Circo Voador, no Rio. Longe de ser o mainstream do final da década de 80, encontrou expressão em fenômenos específicos como no trabalho da baiana Pitty, regado a power chords, a refrões vibrantes e a uma atitude de negação da estética do belo. A receita carregou para o Circo uma horda de fãs que lotaram a lona para a gravação do DVD ao vivo da turnê de seu terceiro álbum, Chiaroescuro (2009).

O momento é especial. Figurando a lista da revista Época das 100 personalidades brasileiras mais influentes em 2010, Pitty subiu ao palco para consolidar uma carreira que amadurece e cresce. A baiana está no auge.

Com ingressos esgotados, a lona do Circo estava repleta de devotos desde as 21h. Faixas representando os fã clubes de diversas cidades brasileiras pendiam das arquibancadas. O encontro de Pitty não seria introdutório, a plateia era velha conhecida. O rock começou às 22h33 após as recomendações necessárias para a gravação do DVD (não subir no palco, não destruir o equipamento).

Pitty apareceu com 8 ou 80. "Com os culpados me divirto mais", diz a letra. O público concordou. De pretinho básico e cabelos presos, a baiana explorava aos poucos os espaço do palco. Emendou Fracasso e Desconstruindo Amélia. A ideia clara era valorizar o novo trabalho.

Para a quarta música sobe ao palco uma figura de cabelos espetados portando um violino e soltando gritos em ritmo de tango. Hique Gomes trouxe a alma do Tangos e Tragédias para Água Contida. Pitty mostra o que sabe de melhor, explorar o bizarro: "Eu chorando... com esse olho em carne viva, retalhada, e esse nariz que não para de escorrer", canta antes de entrar na dança com Hique. Já valeria o DVD.

Só então Pitty falou com o público. "Eu devia começar dizendo "respeitável público". Estamos sob a benção da lona do Circo Voador", disse em reverência à casa que lançou o Barão Vermelho.

Na sexta canção, Rato na Roda, Pitty soltou os cabelos e a voz no refrão pesado. Foi então que sentiu o calor da noite do Rio e da plateia: "Está todo mundo fritando aí. É bom, eu gosto quando está quente". E então seguiu para uma vibe mais contemplativa com Só agora, retornando ao rock bizarro com Medo.

A lista de músicas do Chiaroescuro foi interrompida bruscamente para a execução de uma inédita. "Essa nunca foi gravada, disse Pitty antes de lançar Comum de dois. A letra fala de um cara que se transforma em mulher. A galera aprovou.

Então Pitty, 33 anos, anunciou: "a gente vai dar uma mexida no baú da velha aqui". Voltou para 2003, seu álbum de estreia, com Só de Passagem.

O segundo convidado especial da noite, Fábio Cascadura subiu ao palco para fazer dueto na balada Sob o sol e da pesada Senhor das Moscas, composição de Fábio. Pitty se percebeu suada e descabelada diante das câmeras. "Isso quer dizer que estou aproveitando. Se não, não aproveita nada", disse para delírio da galera.

Pitty deu seguimento ao baú com O Lobo logo antes de soltar uma versão para Se você pensa, do rei Roberto Carlos. Pitty se despediu com a última música de Chiaroscuro, Todos estão mudos. A plateia resmungou. Então teve início o diálogo: "Vocês são insaciáveis", disse Pitty. A resposta veio com gritos de "Pitty eu te amo". Aceitando o carinho, a baiana puxou o single Me adora, um auto elogio.

A euforia culminou com a invasão do palco por um homem semi-nu que recebeu um olhar de reprovação da cantora e voou de volta para a plateia em um mosh (desrespeitoso às regras de gravação do DVD).

Pitty deixou o palco em dívida. A plateia fez questão de ressaltar cantando sozinha os refrões de Equalize, Admirável chip novo e Máscara.

Em menos de cinco minutos, a banda retornou. Teriam que repetir três canções para o DVD. "Melhor fazer ao vivo com vocês aqui do que gravar no estúdio e fingir que foi ao vivo", se desculpou a cantora.

Depois do repeteco, a festa. "E agora, hein? Então tá. Vamos sair do repertório", anunciou. Então a galera dessa vez cantou acompanhada os hits pedidos. Grand finale para a catarse do público devoto que tomou conta do Circo Voador. Assistiu a 22 músicas, uma hora e cinquenta e cinco minutos, da roqueira do bizarro no topo de sua performance.

A Banda
Pitty (vocal), Martin (guitarra), Joe (baixo), Duda (bateria). Convidados: Brunno Cunha (teclado), Hique Gomes (violino e vocal) e Fábio Cascadura (vocal).

Set list
1 - 8 ou 80
2 - Fracasso
3 - Desconstruindo Amélia
4 - Água Contida
5 - Trapézio
6 - Rato na Roda
7 - Só Agora
8 - Medo
9 - Comum de Dois
10 - Pra Onde Ir
11 - Sob o Sol
12 - Senhor das Moscas (Fábio Cascadura)
13 - O Lobo
14 - Se Você Pensa (Roberto Carlos)
15 - Todos Estão Mudos
16 - Me Adora

Bis
1 - Só de Passagem
2 - Sob o Sol
3 - Comum de Dois

Bis 2
1 - Equalize
2 - Máscara
3 - Admirável Chip Novo

Leia Também