Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

serviço

No aeroporto, falta de taxistas gera queixas

30 OUT 2010Por 02h:00

Com a decisão de suspender a licitação para novos alvarás, usuários do Aeroporto Internacional de Campo Grande terão de esperar por tempo indeterminado pelo reforço no serviço de táxi oferecido para o transporte de passageiros que desembarcam no terminal.

Hoje, trabalham no aeroporto 28 taxistas. O número é insuficiente para atender aos passageiros, principalmente entre às 21h30min e 22h10min, intervalo em que pousam no aeroporto até cinco voos seguidos. A espera por um carro pode chegar a 45 minutos, como mostrou a reportagem do Correio do Estado, em setembro, mês em que foi publicada série de matérias sobre o caos enfrentado por usuários do terminal de transporte aeroviário.

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), por força de solicitação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), pretende ampliar para 42 o número de táxis disponíveis aos passageiros e, com isso, desafogar o serviço. Os novos taxistas começariam a trabalhar no aeroporto este mês.

Ônibus
A Agetran ainda estuda instalar linha de ônibus especial para atender ao aeroporto. O veículo fará o transporte dos passageiros até o centro da cidade. “Isso ainda está em estudo, porque temos que encontrar um local na região central para desembarcar esses passageiros. Os ônibus que vamos usar serão aqueles conhecidos como fresquinhos e a tarifa vai ser definida conforme a distância do trajeto”, explica Lucio Barros.

Leia Também