Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TURNÊ

Nine Inch Nails cancela show no Rio

Nine Inch Nails cancela show no Rio
18/03/2014 23:00 - FOLHAPRESS


O show da banda Nine Inch Nails no Rio, marcado para 6 de abril, foi cancelado, informou hoje a Time For Fun, produtora responsável pela apresentação.

Segundo a empresa, o cancelamento se deu devido a "complicações logísticas".
Comandada por Trent Reznor, a banda vem ao Brasil como uma das maiores atrações do festival Lollapalooza Brasil, no dia 5 de abril, no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

No entanto, eles fariam uma apresentação à parte no Rio, no dia seguinte, no Citibank Hall.

Aos fãs que adquiriram ingresso de maneira presencial (na bilheteria do Citibank Hall ou em pontos de venda) para esse show no Rio, a Time For Fun informa que poderão pedir reembolso a partir de 25 de março.

Para isso, devem se dirigir ao mesmo local onde compraram a entrada e apresentá-la. Caso a compra tenha sido feita em dinheiro, o reembolso ocorrerá por meio de depósito bancário.

Caso a compra tenha sido efetuada com cartão de débito, o valor será creditado na conta do cartão utilizado. Por fim, se a aquisição tiver sido feita com cartão de crédito, o valor será creditado na fatura do cartão utilizado, em até 20 dias úteis.

Para compras não presenciais (pela internet ou call center), não haverá necessidade de solicitação de reembolso. O valor da compra será creditado no cartão utilizado e estará disponível para consulta na próxima fatura, ou na subsequente.

Todos os clientes receberão um e-mail da Tickets for Fun confirmando o cancelamento da compra.

Segundo comunicado divulgado pela produtora, o Nine Inch Nails pediu desculpas pelo cancelamento e disse esperar retornar ao Rio em breve.

Já o show em São Paulo, no Lollapalooza, está confirmado. 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.