Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Neymar fica internado e deve desfalcar o Santos na quarta

Neymar fica internado e deve desfalcar o Santos na quarta
25/04/2010 21:30 -


     

        Da redação

        O atacante Neymar, de 18 anos, foi internado na noite deste domingo no Albert Einstein. A decisão foi tomada pelo oftalmologista (presidente do hospital) Claudio Lottenberg que examinou o atleta e constatou o risco de hemorragia. ?Agora é hora de repouso e muito cuidado. É chato, o Neymar está triste, mas vamos ter calma e esperar. Com sorte, ele voltará a treinar na quinta-feira?, disse Neymar Silva, pai do atleta. Com isso, o jovem atleta ficaria fora da partida do Santos contra o Atlético Mineiro, pela Copa do Brasil.

        Neymar ficou sem a visão do olho direito depois de acertar o local com a própria mão, num lance com Romulo, do Santo André, ocorrido ainda no primeiro tempo. ?Levei o tranco e na queda bati no olho. Joguei sem enxergar com o olho direito por uns dez minutos?, disse o jogador do Santos quando deixava o Pacaembu para seguir até o Albert Einstein, para ser examinado.

        O Blog do Boleiro conversou com Neymar quando ele estava entre os ônibus das delegações. Ele estava acompanhado de quatro seguranças do Santos, do empresário Wágner Ribeiro e do pai, Neymar Silva. ?Melhorou um pouco, mas estou vendo tudo embaçado?, disse enquanto posava para uma foto com um santista.

        ?Eu bati no olho com a mão?, afirmou mostrando o curativo na mão direita. ?Fiquei sem ver nada na hora. Depois só um pouquinho e agora melhorou um pouco mais?, explicou.

        Neymar, o pai dele e dois seguranças deixaram o estádio no carro do empresário e seguiram para o hospital. Neymar foi substituído por André no intervao do jogo. O Santos perdia por 1 a 0 e virou, terminando a partida por 3 a 2. (Do Terra)

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!