Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Neymar diz que não vai mudar sua maneira de jogar

Neymar diz que não vai mudar sua maneira de jogar
02/03/2010 06:49 -


Neymar segue sendo alvo de polêmicas, por conta de seus dribles e jogadas de efeito. Mas, para o jovem atacante santista, a sua maneira de atuar não é um desrespeito ao adversário e, sim, uma característica própria de jogar futebol e superar os seus oponentes. No último domingo, no clássico contra o Corinthians, Chicão chegou a dar um empurrão no atleta, em virtude de um chapéu que o atacante lhe aplicou, quando a arbitragem já havia interrompido um lance e, segundo os relatos do próprio avante, chegou a ameaçá-lo. A atitude de Neymar foi reprovada pelo técnico Dorival Júnior. A jovem joia do time da Vila Belmiro entendeu a lição, porém, confessou que a ‘firula’ saiu por instinto. “Eu sei que foi errado o chapéu com o jogo parado. Até o Dorival falou sobre isso comigo e eu entendi. Só que na hora me deu vontade e eu fiz”, contou Neymar. Essa maneira de atuar vem fazendo com que Neymar acumule, a cada partida do Peixe no Campeonato Paulista, um número maior de defensores irritados com a sua postura dentro de campo. Zagueiros do Barueri e do Oeste, de Itápolis, além de Chicão, já reclamaram das jogadas do jovem ídolo santista. Em relação às ameaças que tem recebido dos rivais, o atacante deixou um recado aos seus futuros marcadores: vai continuar usando a sua habilidade nos gramados. “Podem continuar falando na minha orelha que eu vou seguir com o meu estilo de jogo. Quanto mais ameaçar, mais eu vou para cima”, encerrou o artilheiro do Paulistão, com oito gols, ao lado de Rodriguinho, do Santo André.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.