Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Nelsinho recebe Lula para participar de inaugurações em obras do PAC

24 AGO 10 - 07h:00
     

        Às 15h de hoje (24), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prefeito Nelsinho Trad participam da solenidade de realizações que contaram com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de contrapartida da Prefeitura Municipal que, juntos, totalizam cerca de R$ 66 milhões. Os projetos prevêem a remoção das famílias de áreas de risco às margens dos córregos para novas unidades habitacionais construídas, drenagem e implantação de avenidas e construção de parques lineares com pistas de caminhada, áreas de lazer e ciclovias.
        De acordo com o prefeito, durante coletiva ontem na Superintendência da Caixa Econômica, o andamento e conclusão destas obras só foram possíveis graças à parceria constante com a Caixa Econômica Federal, confirmando que já está com os projetos de continuação destas benfeitorias para apresentação na segunda etapa do PAC. ?Com isso, será possível dar continuidade à obra do Cabaça a partir da Spipe Calarge alcançado até a avenida Três Barras. Já na segunda etapa do Segredo, será construída via que fará ligação com o Shopping Iguatemi, ainda em construção? explicou Nelsinho.
        Já o superintendente da Caixa, Paulo Antunes Siqueira destacou que as obras construídas na gestão de Nelson Trad Filho têm destaque nacional e  que até quarta-feira (25) uma delegação de Cabo Verde estará percorrendo as construções para aprender a desenvolver projetos habitacionais populares. Somente em 2009, foram disponibilizados para o Estado R$ 3,2 bilhões e somente em Campo Grande foram investidos R$ 1,5 bilhão. ?Acredito que o resultado dos investimentos que estão sendo inaugurados ao longo deste mês já credenciam o prefeito a solicitar recursos para o PAC 2?, afirmou Siqueira.
        A diretora de Urbanização do Ministério das Cidades, Maria do Carmo Avesino,  frisou que o diferencial deste conjunto de ações a ser  inauguradas hoje é que, além das benfeitorias estruturais, são desenvolvidos trabalhos sociais com os moradores da região. ?As famílias retiradas das margens dos córregos são instaladas em novas moradias e recebem educação sanitária ambiental e geração e renda?, disse.
        O presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT-MS), Marcelo Miranda comemorou o aumento do orçamento para o setor, após a gestão do governo Lula. Ele divulgou que quando assumiu o órgão, o recurso anual era de R$ 30 milhões e hoje chega a R$ 500 milhões. ?Com o aumento de repasse, foi possível a construção e reparos de várias rodovias no Estado. Com a construção do anel viário, Campo Grande estará devidamente interligada?, ressaltou. O macroanel liga as saídas para Rochedo e para Cuibá. Desta forma, Campo Grande será destaque como uma das únicas cidades brasileiras com integração total de seus contornos rodoviários.
        
        Macroanel

        Com quase 22 km, a etapa complementar do Macroanel de Campo Grande, integra o contorno rodoviário das BRs 060 (saída para Rochedo), 163 (saída para Cuiabá) e 262 (saída para Corumbá). Com recursos do Ministério dos Transportes, a prefeitura já pavimentou e interligou as saídas para Três Lagoas, São Paulo, Sidrolândia, Aquidauana, Cuiabá e Rochedo.
        
        Complexo Cabaça

        A construção do Parque Linear do Cabaça recebeu recursos de cerca de R$ 10 milhões e inclui a continuação na construção da avenida Fábio Zahran (Via Morena). A avenida terá cerca de 3 km e em todo o percurso foi implantado sistema de drenagem de águas pluviais. A intervenção possibilita urbanização de toda a região beneficiando direta e indiretamente mais de 104 mil moradores de bairros como Jardim Paulista, Dr. Albuquerque, Maria Aparecida Pedrossian, Moreninha, Rita Vieira, São Lourenço, Tiradentes, TV Morena e Universitário.
        A população que até então vivia em condições vulneráveis no entorno do córrego Cabaça agora recebe qualidade de vida. A remoção de moradias em fundo de vale faz com que dezenas de famílias saiam da situação de risco por causa da proximidade com os córregos e implicações de enchentes na época de chuvas.
        Os moradores foram transferidos da região do córrego Cabaça e receberam novas residências na Vila Carlota, próximo ao bairro Universitário. Em fevereiro deste ano foi inaugurado o Residencial Geraldo Corrêa da Silva, na rua da Alegria, com 50 unidades habitacionais e redes de água e esgoto e energia elétrica.
        Ao todo são 49 casas com área de 34,68 m² e uma casa adaptada com área de 40,07 m², para atender aos futuros moradores portadores de necessidades especiais e mobilidade reduzida permanente. O projeto da residência possui sala/cozinha, sanitário e dois quartos.
        Para a construção das casas foi investido R$ 721.259,64, sendo R$ 509.281,43 provenientes de repasse federal por meio Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 211.978,21 de investimentos da Prefeitura Municipal.
        
        Complexo Segredo

        As obras não serão inauguradas hoje, mas também estão em fase final de conclusão com investimento de recursos em torno de R$ 30 milhões assegurados pelo PAC e com contrapartida da Prefeitura. As obras de urbanização e modernização do Complexo Segredo estão modificando a vida de 21 comunidades de bairros da região Norte da Capital.
        A obra faz a ligação da Avenida Mascarenhas de Moraes com o Residencial Estrela do Sul, levando pavimentação asfáltica dos bairros próximos ao Córrego Segredo como Mata do Segredo, José Abrão, Jardim Seminário, São Benedito, Otávio Pécora, Estrela do Sul e Coronel Antonino. A intervenção promove a integração de seus acessos beneficiando direta e indiretamente 93 mil pessoas.
        O projeto é formado por urbanização do córrego, com drenagem e pavimentação de 6,5 km de avenidas e construção de Parque Linear do Segredo, com recuperação de áreas degradadas e criação de ciclovias, pistas de caminhada, área de lazer e ainda um centro de reciclagem e viveiro de mudas.
        As 500 famílias que moravam em sub-habitações nas margens do córrego Segredo foram removidas das áreas de risco e ganharam moradias dignas e qualidade de vida, com redes de água e esgoto e energia elétrica. Os moradores foram transferidos para os Residenciais Gabriel Spipe Calarge (Gabura), Tarsila do Amaral e Arnaldino da Silva.
        O Complexo Segredo compreende ainda a construção de quatro pontes e barragens para conter as enchentes, diminuindo a velocidade das águas que chegam aos demais córregos e causam fortes enxurradas e alagamentos.
        

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Avianca deixará de operar voos em Campo Grande na próxima semana
A PARTIR DE SEGUNDA

Avianca deixará de operar voos em Campo Grande

Ninguém acerta as 6 dezenas da Mega-Sena e prêmio vai a R$ 105 milhões
LOTERIA

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 105 milhões

SUS incorpora remédio contra doença rara em lista de medicamentos essenciais
ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL

SUS incorpora remédio contra doença rara em lista de medicamentos essenciais

CCJ mantém cota mínima de candidaturas femininas nas eleições
SENADO

CCJ mantém cota mínima de candidaturas femininas nas eleições

Mais Lidas