Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Nelsinho não vai se abalar com ameaça, avalia senador

1 MAI 10 - 05h:32
Para o senador Delcídio do Amaral (PT), o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), não deve se abalar por conta de ameaças do governador André Puccinelli (PMDB), mantendo, assim, o apoio à ex-ministra Dilma Rousseff (PT) na sucessão presidencial. Referindo-se à preferência de Nelsinho por Dilma, apesar de o PMDB de Mato Grosso do Sul caminhar para apoiar o ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB), Puccinelli afirmou que “cateto fora do bando vira comida de onça”, dando a entender que o prefeito da Capital estaria tomando o caminho errado.

Para Delcídio, nem mesmo as pressões de Puccinelli poderão mudar a posição de Nelsinho. “Pelo menos na conversa que eu tive com o prefeito, ele foi sempre muito claro em relação a isso (ao apoio a Dilma). Eu espero que ele mantenha posição que assumiu publicamente. A partir do momento em que ele anunciou, voltar atrás fica difícil”, afirmou o senador.

Apesar de acreditar no apoio de Nelsinho, Delcídio mostrou-se descrente sobre a possibilidade de Dilma ter dois palanques em Mato Grosso do Sul. Para ele, a tendência é que Puccinelli e o PMDB local fiquem com Serra. “Seria o ideal que a Dilma tivesse dois palanques, mas a nossa realidade política não é essa e, hoje, nenhum dos lados têm interesse que haja uma terceira via no Estado”, destacou o senador.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com demanda de volta, governo articula reativação de ferrovia
TRANSPORTE

Com demanda de volta, governo articula reativação de ferrovia

Polícia prende primeiro foragido; secretário de Segurança está em reunião com governador
FUGA EM MASSA

Polícia prende primeiro foragido; secretário de Segurança está em reunião com governador

Brasil “fecha” fronteira após fuga em massa
PRESOS DO PCC

Brasil “fecha” fronteira após fuga em massa

Estado tem 19 usinas de biocombustível
AGRONEGÓCIOS

Com 19 usinas, produção de biocombustível avança

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião