Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 18h12min

Nelsinho já pede votos em favor de Dilma Rousseff

8 JUL 10 - 08h:09
Fernanda Brigatti

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) já está pedindo votos para sua candidata a presidente, a petista Dilma Rousseff. Ao mesmo tempo, seu companheiro de partido e candidato à reeleição André Puccinelli ainda não foi visto pedindo votos para o principal adversário da ex-ministra, o tucano José Serra. O empenho de Nelsinho com a candidata à Presidência não teria incomodado o governador.
Puccinelli só dá início à campanha na manhã de hoje, com a realização de um ato religioso no comitê eleitoral da coligação Trabalho Amor e Fé. Às 8 horas, ele reúne os candidatos da coligação formada por 14 partidos, militantes e líderes religiosos.
Até a realização desse evento, Puccinelli não vinha pedindo votos nem mesmo para sua reeleição. O apoio do governador a José Serra, contrariando a coligação nacional do PMDB com o PT, foi estratégico, a fim de evitar que o PSDB de Mato Grosso do Sul tivesse candidato ao governo. O lançamento de um tucano no Estado garantiria palanque para o candidato a presidente do PSDB, mas enfraqueceria o peemedebista.
Nelsinho Trad, por outro lado, foi o primeiro peemedebista de Mato Grosso do Sul a declarar apoio irrestrito à eleição da candidata apoiada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ontem, o prefeito disse que já pediu votos à petista, “no chão”.
Ele vem sendo seguido por outros peemedebistas, como o vereador Paulo Siufi, presidente da Câmara de Campo Grande, o deputado federal Nelson Trad e o senador Valter Pereira. Esse último chegou a participar e discursar na convenção do PDT, que homologou a coligação com o PT em Mato Grosso do Sul. O vice-prefeito Edil Albuquerque, candidato a suplente de senador na chapa do vice-governador Murilo Zauith (DEM), também trabalha pela vitória da petista.
Os “dilmistas” garantem que o governador não se incomoda com a campanha para a candidata petista. Publicamente, Puccinelli tentou, mais de uma vez, enquadrar Nelsinho, chegando a anunciar o apoio do prefeito a José Serra. Ele não recuou e ainda pediu respeito a sua decisão de apoiar Dilma.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Governo informa que dois caminhões com ajuda entraram na Venezuela

BRASIL

Bolsonaro resgata medidas rígidas que foram propostas pelo PT

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação
ESTADUAL 2019

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação

VENEZUELA

'Dia D' de missão humanitária na Venezuela tem confrontos com militares

Mais Lidas