Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Nelsinho indica que manterá apoio a Dilma para presidente

29 ABR 10 - 06h:36
ADILSON TRINDADE

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) deu a entender, ontem pela manhã, que não mudou seu posicionamento político, em vista das eleições presidenciais, ou seja, poderá mesmo apoiar a ex-ministra Dilma Rousseff. “Sou Campo Grande até debaixo d’água. Eu vou ajudar quem está ajudando Campo Grande”, sintetizou sua posição sem, no entanto, citar nominalmente a candidata do Partido dos Trabalhadores. Como para bom entendedor pingo é letra, os meios políticos têm como inarredável a sua posição a favor da escolhida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Esta, pelo menos, é a leitura política do momento.
Nelsinho foi ontem cedo a Brasília, para encontro com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que está pronto para autorizar a liberação de recursos da ordem de 50 milhões de reais para Campo Grande.
A posição firme de Trad Filho não chegou a ser surpreendente, ao contrário, foi coerente com suas últimas declarações. Mas deixou entre os políticos de seu partido, o PMDB, a impressão de que a ameaça velada feita pelo governador André Puccinelli, de que “cateto fora do bando é comida de onça”, foi simplesmente desprezada pelo chefe do Executivo municipal.
Ainda que com uma “sensação política ruim e desagradável”, líderes peemedebistas não acreditam que a escolha possa significar um provável rompimento futuro com Puccinelli, apontado como a maior liderança partidária do PMDB regional. É inegável, porém, a sensação de que, no futuro, os dois – Nelsinho e André – possam caminhar separadamente. Nesse caso, o atual prefeito campo-grandense seria descartado como o próximo candidato ao Governo do Estado, em 2014, pelo PMDB: Puccinelli poderia ungir outro candidato, “vingando-se”, assim, pelo distanciamento político  que poderá, aparentemente e até o momento, ocorrer na eleição presidencial de outubro próximo.
O prefeito, porém, não quis fazer nenhum comentário a respeito das declarações do governador, insinuando que ele, ao apoiar Dilma Rousseff, seria o cateto fora do bando e, como resultado, a comida da onça.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Panqueca americana de banana <br>é receita para qualquer hora
RÁPIDO E FÁCIL

Panqueca americana de banana é receita para qualquer hora

RENDA FAMILIAR

Informalidade e benefícios respondem por 40% da renda das famílias do País

Prefeitura de Barão de Cocais decreta feriado para treinar população
RISCO DE ROMPIMENTO DE BARRAGEM

Prefeitura de Barão de Cocais decreta feriado para treinar população

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Os abusos do Ministério Público"

Mais Lidas