Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Nelsinho inaugura obras do Complexo Cabaça com a presença do presidente Lula

Nelsinho inaugura obras do Complexo Cabaça com a presença do presidente Lula
19/08/2010 16:00 -


     

Na próxima terça-feira (24), às 15h, o prefeito Nelsinho Trad inaugura, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, as obras do Complexo Cabaça e o prolongamento da Avenida Fábio Zahran. Com esta obra, a Prefeitura de Campo Grande oferece uma nova opção viária, ligando as saídas de São Paulo e de Três lagoas. As obras também cumprem a finalidade de melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem próximas ao local.

As principais intervenções que foram executadas naquele trecho pela Seintrha (Secretaria Municipal de Infra-estrutura, Transporte e Habitação) são: pavimentação asfáltica, drenagem, meio-fio, ciclovia e fechamento do Parque Linear.

O Complexo Cabaça, que inclui a continuação da Via Morena e o Parque Linear que compõe o projeto, está orçado em cerca de R$ 10 milhões, recurso obtido pelo prefeito Nelson Trad Filho por meio de projeto incluído no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do Governo Federal. A avenida terá cerca de três quilômetros e, em todo o percurso, foi implantado sistema de drenagem de águas pluviais.

        A intervenção possibilitará, além da urbanização de toda a região, o escoamento do tráfego de veículos e a valorização da qualidade de vida das famílias que viviam em situações vulneráveis. A implantação do parque vai garantir a preservação ambiental das áreas verdes e a recuperação do Córrego Cabaça. A urbanização da área deve resultar, ainda, na valorização dos imóveis instalados na região.

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!