Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Nelsinho entrega mais um Ceinf com capacidade para 120 alunos

Nelsinho entrega mais um Ceinf com capacidade para 120 alunos
30/08/2010 22:30 -


     

        Nesta terça-feira (31), em solenidade marcada para as 9h, o prefeito Nelsinho Trad entrega o Centro de Educação Infantil Constança Correa de Almeida Serra, no Loteamento Municipal Dalva de Oliveira. É a segunda unidade de um total de quatro construídas por meio do programa Proinfância, criado pelo Governo Federal. Como as demais, terá capacidade para atender 120 crianças. O investimento para construção de cada ceinf é de pouco mais de um milhão de reais.
        Cada ceinf possui área construída de cerca de 1.100 metros quadrados, com seis blocos distintos, sendo três blocos pedagógicos para abrigar a creche 1, 2 e 3; sala de multiuso e pré-escola. Um dos blocos irá abrigar o pátio coberto, anfiteatro e o parquinho. E, ainda, o bloco administrativo e o de serviços.
        

        ProInfância

        O Governo Federal criou o ProInfância por considerar que a construção de creches e escolas de educação infantil bem como a aquisição de equipamentos para a rede física escolar, desse nível educacional, são indispensáveis à melhoria da qualidade da educação.
        Seu principal objetivo é prestar assistência financeira, em caráter suplementar, ao Distrito Federal e aos municípios que efetuaram o Termo de Adesão ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação e elaboraram o Plano de Ações Articuladas (PAR).
        As outras três creches construídas por meio do ProInfância estão localizadas na Vila Cox/Santa Luiza (entregue nessa segunda-feira), das Hortências e Jardim Presidente.
        

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!