Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Futuro

Nelsinho confirma voto em Dilma e elogia trabalho do atual Governo

1 NOV 2010Por JAKSON PEREIRA03h:38

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), confirmou ontem, durante o 2º turno das eleições presidenciais, voto na candidata do PT, Dilma Rousseff. O prefeito votou na Escola Severino Ramos de Queiroz, na Vila Célia, e chegou acompanhado da primeira-dama e suplente eleita do senador Waldemir Moka, Antonieta Trad.

De acordo com o prefeito, a manutenção do atual modelo de governo beneficia todos os municípios. "Existe um trabalho que deve ser mantido para o crescimento das cidades. Seria um retrocesso muito grande uma mudança neste momento", comentou o prefeito, que afirmou ter garantido para a Capital nos próximos anos mais de R$ 400 milhões em investimento.

Porém, em caso de vitória do candidato do PSDB, José Serra, o prefeito também acreditava na manutenção dos investimentos. "Existe uma promessa e um trabalho em andamento, então acredito que o trabalho seguiria e os recursos financeiros destinados a Campo Grande normalmente".

 Futuro
Nelsinho Trad comentou que ainda é cedo para falar sobre sua sucessão na prefeitura da Capital em 2012 e seu futuro político. "No momento oportuno vou conversar com o Governador (André Puccinelli) para discutir minha sucessão. O momento agora é de dar continuidade às obras que estão sendo feitas e trabalhar para deixar uma boa estrutura para o próximo prefeito da cidade", argumentou.

Questionado sobre seu futuro, o prefeito garante que pretende primeiro encerrar bem seu mandato e com um bom índice de aprovação da população. "Ainda não penso em 2014. Penso em continuar trabalhando pela cidade e com o apoio da população. Mesmo porque é preciso passar o processo da sucessão municipal para saber os rumos que vou seguir, mas não estou preocupado com isso agora", disse o prefeito.
Diferentemente de outras eleições, Nelsinho Trad não acompanhou o governador André Puccinelli durante a votação. A assessoria de imprensa do governador não divulgou seu horário de votação.

Leia Também