Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

PERSONALIDADE DA SEMANA

Nelly Bacha relembra trajetória política e história de vida

22 MAR 2011Por FAUSTO BRITES00h:23

Primeira prefeita de Campo Grande, Nelly Bacha marcou sua trajetória sempre com posições firmes e não se rendeu à 'esquema político' tão em voga nos dias atuais. Integrante do PMDB, diz com orgulho que nunca mudou de partido - "apesar dos pesares", frisou.

Professora aposentada, ex-vereadora (foi presidente da Câmara Municipal), ela faz um alerta, ou seja, de que a mulher na política não pode apenas se restringir a trabalhos assistenciais, às atividades na área social pois "não vai crescer".

Para Nelly, não basta "a mulher ser só mãe do povo" e sim tem que se aprimorar, buscar conhecimentos e, assim, se capacitar para fazer política e administrar.

Nelly preferiu deixar de disputar mandato porque, batida nas urnas por duas vezes, entendeu que estava na hora de parar porque sua forma de fazer política - como afirma - era diferente daquilo que alguns eleitores desejavam e era fomentada por certos postulantes a cargo eletivo, ou seja, a 'comercialização de votos'.

Hoje, conforme afirmou, acredita que deixou cedo a disputa pela renovação de mandato pois deveria "deixar a política apodrecer bastante" para que as pessoas pudessem ter o discernimento sobre "o político honesto e o desonesto".

Como sempre fugiu dos holofotes, também na entrevista concedida ao Portal Correio do Estado pediu para não seu rosto não ser filmado ou fotografado. Afinal, marcou sua trajetória de vida mais com a força de suas palavras que nunca se calaram mesmo quando, no exercício da vida pública, o País vivia os chamados Anos de Chumbo, a ditadura militar.

Nessa entrevista, concedida na varanda de sua casa, entre muito verde e cantos de pássaros - raridades de se encontrar em pleno centro da cidade - Nelly falou de família, de política, do papel da mulher, dos cuidados de Campo Grande, de alegrias e decepções.

Veja a entrevista abaixo:

Leia Também