Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 23h55min

“Negócio da China” para empresas

26 ABR 10 - 22h:16
O presidente do Sindicato das empresas de ônibus, Oswaldo Possari, reconhece  que a construção da “Cidade dos Ônibus” é um excelente negócio para as concessionárias, que vão ganhar em termos de logística com a proximidade  do condomínio com a rodoviária.

Ele aposta em redução de custos com o compartilhamento de serviços como segurança, lavagem dos veículos, refeitórios, instalação de um posto de atendimento médico do Sest/Senat, centro de educação infantil para os filhos dos funcionários. A previsão é que o condomínio reúna 1.500 funcionários.

Outro diferencial vislumbrado por Possari é que, com a concentração de garagens num só lugar, as empresas vão ganhar  o poder de negociação de preços com fornecedores para compra conjunta de peças de uso comum, pneus, combustível. “Por exemplo, podemos negociar com a instalação de uma base de distribuição de combustível comum. “Se hoje uma empresa compra 6 milhões de litros de óleo diesel por mês, a aquisição conjunta de 20 milhões abre caminho para redução do preço”, explica.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Bolsonaro convoca reunião para discutir tensão na fronteira da Venezuela

FUTEBOL 2019

Rodada inicial do Brasileirão terá duelo dos campeões Palmeiras e Fortaleza

BRASIL

Operação de ajuda Venezuela terá início amanhã, diz porta-voz da Presidência

BRASIL

Ministro do Supremo nega anulação de júri da 'viúva da Mega-Sena'

Mais Lidas