Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Nasce bebê de mulher com morte cerebral que era mantida viva por aparelhos

13 FEV 14 - 04h:00ibahia

Nasceu na noite de sábado (8), o bebê da canadense com morte cerebral que era mantida viva por aparelhos em um hospital de Victoria, no Canadá. Robyn Benson, de 32 anos, sofreu uma hemorragia cerebral quando estava com 22 semanas de gestação e seu quadro foi considerado irreversível pelos médicos.

Ela foi mantida em coma na unidade de cuidados intensivos do hospital até o domingo (9), quando os aparelhos que a mantinham viva foram desligados. Originalmente, os médicos queriam manter as funções vitais de Robyn até a 34ª semana de gravidez, antes de fazer a cesariana. Mas o bebê acabou nascendo com 28 semanas.

O pai do bebê, Dylan Benson, anunciou o nascimento do filho através do seu Facebook. "Na noite de sábado nasceu meu belo e surpreendente filho, Iver Cohen Benson. Ele está bem e é a pessoa mais linda que conheci. Como era de se esperar, ainda nos espera uma jornada cheia de obstáculos para ele e para mim, enquanto continua crescendo sob os cuidados da maravilhosa equipe do hospital", disse.

Comovidos com a história do bebê, os canadenses começaram a fazer doações para o menino e já superam US$ 152 mil, cerca de R$ 332 mil.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas
APONTA PESQUISA

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas
INTERIOR

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS
DIZ MINISTRO

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS

Investigações contra agressor de Bolsonaro podem ser retomadas
PRESO EM CAMPO GRANDE

Agressor de Bolsonaro pode voltar a ser investigado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião