Sábado, 16 de Dezembro de 2017

EUA

'Não há provas contra Christie', diz procurador que investiga bloqueio de ponte

2 FEV 2014Por FOLHA PRESS23h:00

Por enquanto, não há provas de que Chris Christie, governador republicano de Nova Jersey, nos EUA, esteve envolvido no fechamento de uma ponte de ligação com a cidade de Nova York, disse o principal investigador do caso.

"Não temos atualmente nenhuma prova de que o governador ordenou o fechamento. Necessitamos de mais elementos", disse à rede "NBC" o democrata John Wisniewski, que chefia as investigações no legislativo local.

Visto como um potencial candidato republicano à presidência em 2016, Christie está na defensiva desde que foi divulgada a informação de que sua administração foi responsável pelo fechamento da ponte George Washington, que liga Nova Jersey à Nova York, durante vários dias em setembro.

O bloqueio teria sido uma retaliação ao prefeito da cidade de Fort Lee, Mark Sokolich, que não apoiou o governador em sua campanha de reeleição.

O republicano diz que a a manobra foi orquestrada por uma funcionária do governo, exonerada por ele após a descoberta do caso.

De acordo com uma carta do advogado de um dos acusados, divulgada pelo "New York Times", Christie sabia o que estava ocorrendo na ponte.

"Há evidência de que o governador tinha conhecimento do fechamento da ponte enquanto ele era realizado", afirmou Alan Zegas, defensor de David Wildstein, ex-chefe da Autoridade Portuária, que renunciou em dezembro.

pós a divulgação da carta, Christie voltou a negar que sabia da operação política para fechar a ponte e que a descobriu somente em janeiro, quando realizou uma coletiva de imprensa para pedir desculpas e anunciar a demissão da funcionária acusada de envolvimento no caso.
 

Leia Também