Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segunda, 18 de fevereiro de 2019 - 19h36min

Nanicos condicionam aliança à eleição de deputados

6 MAR 10 - 03h:50
Assediados pelo PT, partidos nanicos dispensam vaga na chapa majoritária em troca de apoio para eleger deputados na eleição de outubro. Na próxima segunda-feira, os petistas vão discutir alianças com o PTB, PSB e PV. Aos petebistas, a legenda chegou a oferecer vaga de vice-governador e a suplência de senador, porém a proposta não atraiu o PTB que, neste caso, insiste no projeto de disputar o Governo do Estado. “Não temos interesse nisso. Ser vice é o mesmo que ter a caneta na mão, mas sem tinta. Isso vale para o suplente de senador”, opinou o presidente regional do PTB, Ivan Louzada. “O nossa principal meta é eleger deputado estadual e federal”, completou. Para alcançar o objetivo, a princípio, os petebistas ensaiam lançar candidato próprio. A segunda opção é aliarse ao PSDB, reproduzindo, assim, a aliança nacional. Na eventualidade, de os dois projetos não vingarem, o partido garante não ter preferência entre PMDB e PT. “Vamos conversar com todos os partidos, mas a ideia é fechar aliança com a legenda que facilitar a eleição de deputados”, revelou Louzada. Da mesma forma pensam as lideranças do PSB e PV, contudo, ao contrário do PTB, os partidos garantem total neutralidade no atual cenário político. “Estamos equidistantes tanto do PMDB, quanto do PT e do PSDB”, disse o presidente regional do PV, vereador Marcelo Bluma. “Por enquanto, não temos paixão por nenhum partido”, engrossou o presidente regional do PSB, Sérgio Assis. Segundo os líderes partidários, a aliança vai ocorrer com quem oferecer cenário favorável para eleger deputados. “O foco do PSB é crescer e isso só será possível se a legenda tiver mandato”, observou Assis. “Sem voz e sem voto na Assembleia Legislativa é difícil participar do debate político no Estado”, comentou Bluma. Sucessão presidencial Além disso, tanto o PSB quanto o PV querem liberdade para oferecer palanque aos seus respectivos candidatos à sucessão presidencial. Hoje, a senadora Marina Silva promete concorrer pelo Partido Verde enquanto o deputado federal Ciro Gomes se revela pronto para disputar pelo PSB. Os dois pré-candidatos liberaram as direções regionais para seguirem o melhor caminho nos estados. Neste caso, os líderes partidários estão cientes de que os presidenciáveis não terão espaço no palanque oficial dos candidatos a governador. “Queremos pelo menos o compromisso de que não vão atrapalhar a montagem de um segundo palanque a nossa candidata a presidente”, ressaltou Bluma. (LK)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Arrase na sobremesa com esta torta de limão
IRRESISTÍVEL

Arrase na sobremesa com esta torta de limão

CRISE NO GOVERNO

Oposição quer que Bebianno preste esclarecimentos sobre laranjas ao Congresso

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa
PRATICIDADE

Fácil e rápida, carne de panela de pressão é deliciosa

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio
LIMINAR

Justiça determina que Agesul retire escombros de ponte que caiu sobre rio

Mais Lidas