SÁBADO

Nando Reis e Monobloco hoje no Festival de Inverno de Bonito

Nando Reis e Monobloco hoje no Festival de Inverno de Bonito
27/07/2012 18:00 - OSCAR ROCHA


O 13º Festival de Inverno de Bonito, que começou na quarta-feira e prossegue até domingo, destaca hoje, na sua parte musical, atrações de ponta do pop nacional e local. Às 19h30min, no Palco Fala Bonito acontecerá, inicialmente, a apresentação da banda campo-grandense Naipe, uma das mais atuantes da cena musical de Mato Grosso do Sul no início da década de 1990, que recentemente voltou a fazer shows. O repertório, além das composições próprias, os músicos apresentam canções de vários grupos – Pearl Jam, Red Hot Chilli Peppers, The Doors, U2, Stone Temple Pilots. Entre as recriações da música brasileira também se destaca “Senhorita” ( Zé Geraldo).

Nado Reis e Monobloco

Às 21h, no mesmo local , apresenta-se o músico paulista Nando Reis. O ex-integrante da banda Titãs tem marcado a carreira solo com várias canções de sucesso. Atualmente, percorre o País divulgando as músicas presentes no álbum “MTV ao vivo bailão do ruivão”, no qual apresenta versões próprias para sucessos como “Muito estranho”, “Frevo mulher”, “Whisky a go go”, “Fogo e paixão, “Gostava tanto de você” e autorais: “Bichos escrotos”, “Sou dela”, “Relicário” e “Do seu Lado” – algumas dos Titãs e outras conhecidas na voz de Cássia Eller. Às 23h, na Praça do Festival (Grande Tenda) acontecerá o carnaval habitual da banda carioca Monobloco. A formação estará pela primeira vez em Bonito, mas já fez show em outros pontos de Mato Grosso do Sul. “A apresentação em Campo Grande foi num parque (Parque das Nações Indígenas), num lugar muito especial, onde o público superou todas as nossas expectativas. Os dois shows que fizemos em Corumbá também foram inesquecíveis”, destaca um dos líderes do grupo, Celso Alvim. 

O repertório é constituído de vários clássicos da música popular brasileira, destacando vários estilos. “É um passeio por nossa música em vários períodos: sambas (“ Explode coração “) , música pop ( “Me Deixa, do Rappa ), junto com Tim Maia e Jorge Benjor”, antecipa Celso. Ele conta que o processo de escolha do repertório é feito por meio dos próprios integrantes, mas a plateia, normalmente, ajuda no processo diretamente. “De forma coletiva, escolhemos as músicas, dos mais variados estilos. Mas é a reação do público, ao longo dos shows, que determina se a música continua no repertório”, enfatiza o músico. Atualmente, a turma prepara o repertório para o novo álbum, ainda sem data de lançamento.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".