Na política, a matemática é uma ciência inexata, onde muitas...

Na política, a matemática é uma ciência inexata, onde muitas...
26/06/2012 00:00 - Ester Figueiredo


Na política, a matemática é uma ciência inexata, onde muitas vezes a ordem dos fatores altera mesmo o resultado. Explica-se: altas somas são declaradas para campanha. Eleito e recebendo o salário por quatro anos, dito-cujo não recuperaria nem a metade da metade, da metade do que investiu. No final, alguns desses políticos só somam, não dividem, mas apenas subtraem e multiplicam.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".