Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Na luta contra a poluição, sacolas plásticas serão cobradas na China

18 MAI 08 - 11h:03
     

        As sacolinhas de plástico deixarão de ser gratuitas a partir do dia 1º de junho na China, segundo uma nova lei que pretende lutar contra a chamada "poluição branca". A medida é justificada na necessidade de proteger o meio ambiente em um país em que, por qualquer compra, por pequena que seja, se entregam sacola plásticas gratuitamente em mercados e lojas.

        A regulação foi elaborada pelo Ministério de Comércio, pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e pela Administração Estatal de Indústria e Comércio. Os comerciantes serão multados em até US$ 1.433 se derem bolsas plásticas, mas serão eles que vão fixar os preços, que nunca serão inferiores ao custo.

        A disposição também esclarece que as bolsas deverão se ajustar aos padrões nacionais e serem compradas das empresas produtoras, atacadistas ou importadores devidamente autorizadas.

        A normativa não se aplica às embalagens plásticas usadas por higiene e segurança de produtos alimentícios, tanto crus como cozidos. A campanha, anunciada há vários meses, originou o fechamento em janeiro da maior fábrica de bolsas plásticas do país, na província de Henan, que produzia anualmente 250.000 toneladas do produto.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

OCDE

Brasil lidera abertura de startups na América Latina

PSG confirma lesão muscular e Neymar vira desfalque por um mês
ATACANTE

PSG confirma lesão muscular e Neymar vira desfalque por um mês

CAUSOU POLÊMICA

Patricia Abravanel diz que marido tem de perdoar traição se houver arrependimento

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião