sexta, 20 de julho de 2018

POSTURA PROFISSIONAL

Na hora de criticar ou ser criticado, o importante é ser profissional

17 JAN 2011Por INFOMONEY12h:35

Receber críticas ou criticar alguém no trabalho são momentos que exigem postura profissional dos envolvidos. Segundo especialistas, é um erro se exaltar ou agir de forma grosseira, sendo que, sobretudo para quem recebe o comentário, é importante encarar o momento como uma chance de aprimoramento.

“Quem recebe a crítica não deve se sentir por baixo, pois, se o líder criticou, é porque ainda acredita que a pessoa tem potencial, caso contrário, partiria logo para a demissão (…) Já quem critica deve agir com cautela, pois uma crítica pode fazer com que o líder perca ou ganhe o profissional”, explica a consultora em RH (Recursos Humanos) do Grupo Soma Desenvolvimento Corporativo, Jane Souza.

Quem critica
É importante ressaltar que, ao contrário do que muitos pensam, não é só o líder que está apto a criticar alguém no trabalho.

Na opinião do diretor executivo da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Marshal Raffa, independentemente se a observação parte do líder, quem critica deve fazer o comentário de forma profissional e detalhada, apontando caminhos para que a pessoa possa melhorar.

Além disso, diz Jane, antes de criticar, é importante analisar com cuidado os fatos, para ter certeza de que a crítica é realmente pertinente e poder explicar os motivos que o estão levando a discordar de alguma posição.

No mais, dizem os especialistas, ao criticar alguém, a pessoa deve ser hábil ao abordar, não gritar e não fazer comentários na frente de outros profissionais.

Quem recebe
Já quem recebe a crítica deve ser humilde e ouvir atentamente o interlocutor. Para Raffa, tal postura é essencial, porque pode dar pistas para a pessoa avaliar se a crítica é pertinente ou não.

Assim como ocorre com quem faz um comentário, quem recebe uma crítica também deve agir de forma profissional, com respeito, e evitar demonstrar insatisfação. Depois, é preciso fazer uma autoavaliação para saber o que deve ser considerado ou não.

“Quem recebe a crítica deve pensar criticamente, verificando o lado construtivo daquilo para o seu trabalho (…) fazer uma autoavaliação e verificar até que ponto isso é importante, como trabalhar esses pontos e colocar em prática. Depois disso, após um tempo, é necessário ir até quem criticou, para ver se houve melhoras”, diz Raffa.
 

Leia Também